João Guilherme foi condenado pela Justiça por mentir sobre traição a Larissa Manoela
Reprodução/Instagram
João Guilherme foi condenado pela Justiça por mentir sobre traição a Larissa Manoela


João Guilherme foi condenado pela Justiça de São Paulo por mentir em juízo sobre sua traição a Larissa Manoela na época em que ainda namoravam. Como punição, terá que pagar R$ 1 mil de indenização à influencer Adriana Tommasi Kappaz, que noticiou a pulada de cerca do ator.


O caso é bastante curioso. Em maio, o filho do cantor Leonardo decidiu processar a dona do perfil de fofocas @dripaz do Instagram, pedindo indenização de R$ 10 mil, por ter noticiado que ele teria traído Larissa Manoela quando eles eram adolescentes.

Revoltadíssimo, ele acionou seus advogados e classificou Adriana como uma "oportunista de plantão" e a chamou de "Nelson Rubens da geração Y", dizendo que ela queria ganhar projeção em cima de notícias falsas.

Leia Também

O problema é que meses depois, João Guilherme deu uma entrevista a um canal de podcast, no qual afirmou ter traído Larissa Manoela. E a influenciadora usou essa confissão em sua defesa no processo movido pelo filho de Leonardo para provar que quem estava mentindo era ele.

A coluna teve acesso à decisão da juíza Gabriela Fragoso Calasso Costa, do Tribunal de Justiça de São Paulo, no qual ela aplica uma bronca em João Guilherme e o chama de mentiroso ao tentar mudar a realidade dos fatos para tirar proveito da situação.

"Desse modo, resta claro que na tentativa de obter provimento jurisdicional favorável o autor muda a verdade dos fatos ao argumentar que nunca traiu sua exnamorada, enquanto confessa perante a imprensa que o fez. Seu comportamento se enquadra perfeitamente no permissivo legal insculpido no artigo 80, II do CPC, motivo pelo qual aplico a multa por litigância de má-fé no patamar de 10% do valor da causa", determinou a magristrada.

No processo, João Guilherme também havia acionado o Google, pedindo que a plataforma de buscas tirasse do ar todos os links que apontavam para a notícia sobre a traição, além de pedir a desmonetização dos canais de YouTube que replicaram a informação. Estas demandas também foram rejeitadas pela Justiça.

Além de pagar R$ 1 mil a Adriana, ele ainda terá que pagar R$ 1,5 mil para os advogados da influencer e outros R$ 1,5 mil para os representantes legais do Google.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários