Everson Zoio divulgou o telefone de um advogado nas redes sociais para seus seguidores aplicarem trote
Reprodução/Youtube
Everson Zoio divulgou o telefone de um advogado nas redes sociais para seus seguidores aplicarem trote


Conhecido por se envolver em diversas polêmicas, Everson Zoio foi condenado pela Justiça a pagar uma indenização de R$ 25 mil ao advogado Fernando Ciriano Ramirez, que passou a receber trotes dos milhões de seguidores do youtuber após ter seu telefone divulgado em uma pegadinha que ele armou na web.

Zoio, que é investigado por suspeita de participar de um esquema patrocinado para disseminar conteúdos antivacina da Covid-19, publicou em seu Instagram o número do telefone de Ramirez em 8 de fevereiro de 2020, seguido da frase "me chupa". Foi o que bastou para que seu WhatsApp começasse a ser lotado por mensagens agressivas de números desconhecidos.


"O autor estava em casa, em um sábado à noite, jantando com a sua família, quando de repente passou a receber mensagens com os seguintes dizeres: 'Quer que te chupe?', 'Peguei teu número com Zoio', 'Cara nois vai fazer vc trocar de chip', 'Dae corno', 'Chupa mesmo'. Assim permaneceu entre os dias 08/02/2020 e 09/02/2020, período em que Fernando recebeu centenas de mensagens, via aplicativo WhatsApp, de conteúdo difamatório e de cunho sexual", diz o texto da inicial.

O advogado anexou ao processo diversos prints mostrando o teor das mensagens que recebeu, todas de baixo nível e com teor sexual. Na época, Zoio tinha 2,7 milhões de seguidores no Instagram --hoje ele tem 3,1 milhões.

"No caso dos autos, o réu Everson extrapolou todas as vias da liberdade de expressão, haja vista que, o que se extrai da filmagem é a pretensão do réu de difamar o autor, expondo-o ao ridículo, uma conduta que além de ser criminosa, mostra-se também desonrosa, suficiente para expor ao escárnio público o autor, configurando violação ao direito à privacidade e imagem, bem como a sua honra", diz o processo.

Leia Também

Por conta de toda a importunação, ele pediu uma indenização de R$ 25 mil e ainda a aplicação de uma multa no valor de R$ 500 mil caso o youtuber viesse a republicar o material em que constasse seu número de telefone ou lhe provocasse algum novo tipo de incômodo com suas pegadinhas.

Zoio recorreu da decisão e ainda fez pedido de justiça gratuita, alegando falta de renda para pagar as custas do processo. Mas o desembargador não somente o condenou a pagar a indenização, como também registrou uma bronca nele por tentar se passar como "pobre", já que em suas redes sociais são publicadas diversas publicidades e ele ostenta um estilo de vida que passa longe da pobreza.

Polêmicas

Everson Zoio já ganhou as manchetes dos sites por diversas vezes, sempre por alguma polêmica envolvendo seus vídeos de pegadinhas. Em 2018, foi investigado de ter estuprado sua ex-namorada enquanto ela dormia, mas o caso acabou arquivado após ele e a suposta vítima virem a público e declarar que tudo não passou de uma zoeira para seu canal no YouTube.

A mais recente envolvendo seu nome é por conta do envolvimento no escândalo da disseminação de fake news em torno da vacina contra a Covid-9. Uma empressa chamada Fazze contratou influenciadores de diversos países para divulgar informações falsas sobre os imunizantes.

E Zoio estava na lista. Ele chegou a publicar um vídeo repleto de inverdades sobre o tema, aconselhando seus seguidores a não se vacinarem. Mas após a revelação do escândalo, o youtuber apagou o vídeo de seu canal.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários