Aline Riscado, atriz, modelo e ex-bailarina do Faustão
Instagram/Reprodução
Aline Riscado, atriz, modelo e ex-bailarina do Faustão

Contratada para uma campanha com duração de três meses, Aline Riscado agora é processada pela mesma empresa que antes desejava a musa fitness para promover um de seus produtos. A Dmg Comércio e Serviços acionou a Justiça de São Paulo para pedir devolução de valores pagos a influenciadora, e cobrar uma multa por descumprimento contratual.

No contrato de prestação de serviços artísticos, — da 'All Is Love', segundo consta na ação — assinado por Aline Riscado no dia 1 de janeiro de 2021, ficou estabelecido que ela receberia um cachê de R$ 60 mil, em três parcelas de R$ 20 mil cada. As postagens e divulgações seriam de forma quinzenal, ou seja, duas vezes ao mês, e equivaleria a R$ 10 mil por postagem, com produtos previamente indicados. À Justiça, a empresa afirma que teria pago em fevereiro, R$ 20 mil, e no mês de março outra parcela no mesmo valor. Entretanto, uma única postagem de stories teria sido feita em fevereiro em sua rede social Instagram.

Ainda segundo afirma a contratante no processo, sem qualquer justificativa, a campanha que teria início no dia 8 de fevereiro e terminaria em 8 de maio de 2021, não teria sido cumprida conforme previsto em contrato. "Sem qualquer justificativa, a ré (Aline Riscado) somente realizou a divulgação de dois únicos 'stories' na sua rede social 'Instagram', sendo a primeira no mês de fevereiro e a última no início do mês de março do corrente ano", afirma a contratante nos autos da ação.

Antes de entrar na Justiça, no mês de abril, uma notificação extrajudicial foi enviada a atriz, e o pedido era unicamente para a devolução de R$ 20 mil pagos, de forma amigável e sem aplicação de multa, mas sem êxito. Agora, a empresa cobra 60% referente a multa contratual (R$ 36 mil). Há, ainda, a cobrança para a devolução de 50% dos valores pagos (R$ 20 mil).A ação tramita perante a 3ª Vara Cível do Foro Regional II, de Santo Amaro, São Paulo, e é movida contra Aline Riscado, Riscado Eventos, e Rodrigo Riscado, que já foram recentemente citados da ação, cujo valor atribuído a causa é de R$ 61.600,00.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários