Pamella agradece apoio após agressões
Reprodução
Pamella agradece apoio após agressões

Pamella Holanda, ex-mulher do DJ Ivis, foi até os stories do Instagram para reclamar da lentidão do judiciário . A arquiteta se queixou da demora da apreciação de seu pedido de medida protetiva que já foi solicitado há mais de dois meses. "Eu me indigno com a lentidão no meu caso, de uma medida protetiva de urgência, de 48 horas, que há quase três meses não sai do papel", disse.

Pamela também entrou com o pedido de pensão provisória da filha de dois anos que teve com o ex que a agrediu. "Eu não fiquei com casa, com carro, com nada não. Saí com uma mão na frente e outra atrás, com as minhas coisas e da minha filha colocadas em um saco de lixo. Não fiquei com nada. Esse apartamento que vivo hoje é alugado, com meu dinheiro, do meu trabalho. Só vim aqui falar porque é um absurdo a demora. A forma como o judiciário está trabalhando remotamente não dá", desabafou.

Apesar de suas reclamações, Pamella afirma que não tem passado aperto. "Não estou passando necessidade, graças a Deus, porque eu trabalho, mas u me indigno com a lentidão do meu caso de uma medida de urgência, com prazo de 48h, que há quase três meses não sai do papel. Uma medida provisória que não é a final, então imaginem a quantidade de mulheres que estão nessa situação há anos? Eu não consigo imaginar o sofrimento. A Justiça deve ser executada, não protelada. É por isso que as pessoas estão cada vez mais desacreditadas", finalizou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários