Bruno Gagliasso faz publi para marcas pró-Bolsonaro
Reprodução/Instagram
Bruno Gagliasso faz publi para marcas pró-Bolsonaro

Ei, Bruno Gagliasso, você, que fala tanto de amor, por que ataca com indiretas às falas de Juliana Paes ? Qual o medo de usar o nome dela junto às falas que você tem soltado como indiretas em seu Instagram? Sua coragem vai só no embalo da turma? Não tens coragem de bater no peito e assumir para quem são as indiretas? Quem fala em propagar amor e quer obrigar outra pessoa a se posicionar igual a você, se difere do que em relação governo que você critica? Para criticamos os outros temos que olhar nosso passado e estar isentos de erros, porque o brasileiro pode até ter memória fraca, mas o Google está aí para lembrar.

Tenho aqui nos meus arquivos, porque até evitei publicar a nota, as fotos de um encontro seu com amigos no seu sítio. Pessoas que vivem em casas diferentes, como por exemplo o seu amigo André Nicolau, sua prima grávida e outras pessoas. Será que alguém que reúne essas pessoas para um 'bolinho' pode apontar o outro? Se é para apontar, tem que levar as restrições ao pé da letra, tem que ser exemplo. Chega de ser sempre do grupinho que chega só para ser lacração, afinal, você é garoto-propaganda de algumas marcas em que o CEO e diretores já foram publicamente a favor desse desgoverno que estamos vivendo. Mas a esses você não joga indireta, pelo contrário, recomenda as marcas com sorriso no rosto. Somente para a Juliana Paes vão as indiretas... Pois é, não sei você, mas tem hora que cansa ver certos personagens que não convencem. Reflita!

Em tempo: Carlos Wizard, dono da escola de idiomas Wizard, da qual Bruno é garoto-propaganda, é um conhecido conselheiro do governo Bolsoanro, assim como esteve muito próximo do ministro da saúde, Eduardo Pazuello, tanto que há a possibilidade do empresário ser convocado na CPI da Covid. A atual campanha da CredPago, da qual Gagliasso também faz parte, pertence 49% ao banco BTG, que tem entre seus donos André Esteves, público apoiador do governo federal e que participou de jantar, e com direito a discurso para Bolsonaro, em abril de 2021.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários