Celso Zucatelli
Divulgação
Celso Zucatelli

O jornalista Celso Zucatelli está enfrentando problemas com a Justiça de São Paulo em duas esferas: administrativa e cível. Na esfera administrativa, a prefeitura de São Paulo tenta, mas sem sucesso, desde janeiro do ano passado, receber do jornalista pouco mais de R$ 21 mil referentes aos impostos de IPTU no período de 2014 a 2018. A dívida, que consta no processo de número 1501056-20.2020.8.26.0090, é de um duplex do apresentador, localizado na Vila Andrade, bairro de classe alta da Zona Sul da capital paulista.

A procuradora do município, Beatriz Gaiotto Alves Kamrath, conseguiu executar a dívida e desde janeiro de 2020 dois mandados de penhora foram expedidos. Diante da execução, Celso Zucatelli parcelou a dívida para encerrar a penhora, mas deixou de pagar em seguida, descumprindo assim, pela segunda vez, o parcelamento administrativo. Agora, a procuradora cobra Celso Zucatelli na Justiça pela reincidência do descumprimento do parcelamento administrativo.

Já na esfera cível, Zucatelli enfrenta outro processo por conta do mesmo imóvel. A construtora Camargo Correa, que vendeu o duplex de mais de 390 metros na planta para o jornalista, em 2010, e entregou o empreendimento em 27 de novembro de 2012, entrou com uma ação no fim do mês passado, exigindo que a justiça obrigue o apresentador a passar para seu nome a titularidade da propriedade. Ocorre que a construtora, desde a entrega do duplex, ainda permanece como proprietária, sendo assim, a execução do IPTU ficará como dívida ativa na União, impossibilitando também os negócios imobiliários da construtora.

De acordo com os autos do processo nº 1017494-20.2021.8.26.0002, a construtora diz ter vendido a Celso Zucatelli e a mulher do apresentador, Ana Claudia Zucatelli, em 14/05/2010, o imóvel do 27º e 28º pavimentos pelo preço de pouco mais de R$ 1,6 milhão, sendo o valor do mesmo já sido integralmente quitado. O problema está no fato do casal nunca ter cumprido a cláusula do contrato de responsabilidade de realizar a transferência da propriedade do imóvel para seus respectivos nomes.

No processo ajuizado pela construtora, pesa contra Celso Zucatelli uma notificação extrajudicial enviada ao jornalista, onde o mesmo deveria comparecer em cartório para providenciar a escritura e transferência de propriedade na matrícula para seu nome ou de sua mulher, mas o casal não apareceu. Com as dívidas de IPTU em aberto, a execução fiscal e penhora de bens avançadas em desfavor de Celso Zucatelli e Ana Claudia Zucatelli, a construtora Camargo Correa teme que seja compelida a pagar dívidas do casal pelo fato do imóvel ainda constar em seu nome. Neste processo, que começou a tramitar recentemente na 8ª Vara Civil de Santo Amaro, Zucatelli ainda não foi citado.

A assessoria do apresentador procurou a coluna para informar que "todos os pagamentos de impostos estão sendo feitos e não há nenhum bem em processo de penhora. E que o imóvel citado está quitado há muitos anos e a transferência de titularidade é apenas uma questão burocrática".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários