Diante de mais um capítulo da briga judicial pela herança bilionária de Gugu Liberato, a coluna resolveu procurar o advogado de Rose Miriam, mãe dos filhos do apresentador. Nelson Wilians esclarece as reais intenções de dela em travar essa batalha judicial contra os filhos e a famí­lia materna de Gugu , e ainda comenta a entrada de um suposto companheiro do apresentador na disputa pelo dinheiro.

Leia também: Advogados da família de Gugu defendem espólio de apresentador: "Obrigação moral"

Gugu Liberato e Rose Miriam Di Matteo arrow-options
Reprodução
Gugu Liberato e Rose Miriam Di Matteo


O irmão da Rose está encabeçando todo esse processo? Por que ele insiste em ficar na casa se os sobrinhos não querem a presença dele?

Ele não está na casa desde semana passada. É fake news que está na casa.

O senhor entrou no caso pelas cifras, pela repercussão midiática ou por que acredita na causa?

Entrei porque é direito e para que se faça justiça a alguém que dedicou a vida para a famí­lia que constituíram juntos (Gugu e Rose). Alguém que abriu mão de sua profissão de médica e de tudo para se dedicar à famí­lia e ao Gugu. Quando percebi que a luta seria entre 'Davi' (Rose) e 'Golias' (famí­lia materna de Gugu) e todo um aparato que estava sendo usado para massacrar alguém injustamente. Essa é minha motivação: Justiça!

Leia também: “Gugu posava com Rose Miriam de família margarina", diz Antonia Fontenelle

Por que todos os papéis que a Rose assinou, tanto na leitura do testamento, quanto o da parceria para criar os filhos, ela alega que não estava em estado normal? Não te soa conveniente para desmerecer as assinaturas?

Ela esteve internada entre a vida e a morte no Albert Einstein. Isso está documentado, diga-se de passagem, fartamente documentado. Agora, basta pensar e raciocinar. Por que no documento que ela "assinou" a administração do dinheiro deveria ser feita pelo irmão e seria depositado na conta do irmão? O motivo é obvio: Rose estava sem condições de administrar nada naquela ocasião.

Vale a pena brigar com toda famí­lia, inclusive com os filhos por dinheiro?

Não é uma mera briga por dinheiro. É uma briga por reconhecimento de uma vida dedicada à família. É uma briga pelo que é direito e justiça. Reconhecimento é o termo certo e os filhos vão agradecer, se não hoje, no futuro com certeza. Tudo que ela ganhar será doado aos filhos com usufruto para a Rose de apenas uma parte para sua manutenção.

O que muda na situação da Rose no processo com a chegada de Thiago, o suposto companheiro do Gugu?

Absolutamente nada. Para termos legais de União Estável não muda nada. Esse chegou para tumultuar o processo e criar constrangimentos apenas, salvo melhor juí­zo.

Leia também:Advogados de Gugu dizem desconhecer novo processo envolvendo inventário

Se a Rose quer passar tudo para os filhos em testamento para evitar essa briga toda, não era mais fácil ela já passar para eles e acordar uma pensão vitalí­cia?
Há um versí­culo bíblico atribuí­do à Cristo que diz: "Há maior felicidade em dar do que receber" (Atos dos Apóstolos 20:35). Você só pode dar ou doar o que você tem. Hoje ela não tem absolutamente nada, exceto a sensação da injustiça de não ter sido reconhecida como companheira de Gugu e de ter dedicado boa parte de sua vida a isso e à família. Ela irá passar tudo aos filhos assim que ganhar a causa e ficará apenas com o usufruto de um valor para sua manutenção. Ela busca o reconhecimento da União Estável e desse reconhecimento implica como consequência legal 50% do patrimônio adquirido no perí­odo que viveram sobre tal condição. Isso da doação consta na ação, inclusive, vale ressaltar.

    Veja Também

      Mostrar mais