Tamanho do texto

Agora influenciadora digital, Carol Tozaki relata episódio de racismo

Carol Tozaki arrow-options
Marcin Kopycinski/ Divulgação
Carol Tozaki

A passagem de Carol Tozaki no balé do "Domingão do Faustão" foi rápida e polêmica. Aos 20 anos, ela participou apenas um mês do elenco do programa dominical. Sua saída teria sido motivada por racismo dentro dos bastidores da atração.

Leia também: Record TV adiou a estreia de Mariana Weickert no "Domingo Espetacular"

Segundo Carol, o coordenador do balé do "Domingão do Faustão" teria falado um comentário preconceituoso. "Logo depois de uma apresentação com Martinho da Vila, onde ele se aproximou para sambar comigo, eu fiquei nervosa e desconcertada, não sambei bem. No final, o coordenador do balé se aproximou e disse: 'como uma negra não sabe sambar?' Eu pensei: 'sou obrigada a saber sambar por conta da minha cor?'", afirmou Carol. Depois do episódio, a bailarina decidiu se afastar do programa.

Leia também: Reinaldo Gottino passa férias na Europa

Agora, Carol prioriza suas atividades como modelo e influenciadora digital. Na internet, ela fala sobre representatividade, cabelos crespos e encaracolados, moda e outros assuntos com o objetivo de aumentar a autoestima de seus seguidores. “Na atual conjuntura brasileira temos poucos representantes negros em papéis importantes, poucos apresentadores, modelos, políticos ou pessoas no poder que são negros, infelizmente é possível contar nos dedos”, contou.