Tamanho do texto

Exposição conjunta com o Museu Nacional em outubro promete levar entusiastas da arte à casa de cultura paulistana; coluna Bastidores ainda destaca filme com a estrela Maisa e Festival de Jazz no litoral de SP

A Pinacoteca recebe, pela primeira vez, obras da coleção do Museu Nacional do Rio de Janeiro. São pinturas  conhecidas e uma seleção de obras inéditas, ou pouco vistas, que ganham novas interpretações ao serem reunidas em São Paulo.

Leia também: MEC e MinC anunciam medidas para recuperar Museu Nacional em três etapas

Pinacoteca chega com exposição que mistura obras entre museus com intenção de confrontar tempos difíceis
Divulgação
Pinacoteca chega com exposição que mistura obras entre museus com intenção de confrontar tempos difíceis

A Pinacoteca de São Paulo, apresentará, de 6 de outubro a janeiro de 2019, a exposição "Coleções em Diálogo", no segundo andar da Pina Luz.

Leia também: Governo diminui autonomia da UFRJ sobre Museu Nacional e cria agência reguladora

Com curadoria de Valéria Piccoli, e Paulo Knauss, a exposição apresenta uma seleção de obras dos dois museus, como parte do programa desenvolvido pela casa de arte , que propõe criar novas interpretações sobre as coleções das instituições, ao contrapor obras de seus acervos.

O conceito da exposição

O quadro de Eduardo de Martino
Reprodução Instagram
O quadro de Eduardo de Martino "Praia de Botafogo" está entre as obras na Pinacoteca

“Coleções em Diálogo” se baseia no princípio de confrontar os acervos com obras vindas de outras instituições, o que não só aumenta e renova as possibilidades de interpretação da própria coleção do museu, mas também permite refletir sobre o colecionismo institucional.

Nesse sentido, foram realizadas mostras com os acervos do Museu Mariano Procópio (Juiz de Fora, MG), do Museu Paulista da USP e do Museu Nacional de Soares dos Reis (Porto, Portugal).

O mar está para peixe e Jazz!

Ilhabela Jazz Festival chega a praia com tudo!
Reprodução Instagram
Ilhabela Jazz Festival chega a praia com tudo!

Já no litoral paulista, mais especificamente Ilhabela, a música underground está prestes a ganhar espaço em mais uma edição do Festival Ilhabela In Jazz, que este ano acontece em dois finais de semana, 28 e 29 de setembro e 05 e 06 de outubro.  Serão quatro dias de muita música, areia, arte e contato com a mãe-natureza.

Dentre os destaques da programação, estão: Ambrose Akinmusire Quartet, artista da Blue Note,o percussionista Airto Moreira, o trompetista italiano Paolo Fresu e muito mais.

Maisa Silva vive Gabi

Já no mundo do cinema, Maisa está em destaque! A atriz estará de volta às telonas de cinema a partir de outubro com o longa “Tudo Por Um Pop Star”. Na trama, ela vive Gabi, uma jovem cheia positividade que vai motivar as amigas Manu (Klara Castanho) e Ritinha (Mel Maia) a não desistirem do sonho de conhecer os ídolos, que estarão em turnê pelo Rio de Janeiro.  Em nova pílula, a protagonista deu detalhes da personagem:

Com roteiro de Thalita Rebouças e colaboração de roteiro de Bruno Garotti e de Dadá Coelho, o filme tem ainda no elenco Victor Lamoglia, Maitê Padilha, Barbara Maia, Gaby Nunes, Letícia Isnard, Flávia Garrafa, Osvaldo Mil e Míriam Freeland.

HBO desbravando a história 

Jane Fonda e Elvis Presley são foco de documentários produzidos pela HBO
Montagem / Divulgação
Jane Fonda e Elvis Presley são foco de documentários produzidos pela HBO

 E não para por aí,  a HBO confirmou a sétima temporada de “Documentários”. Em suma, serão oito títulos originais, que irão ao ar toda segunda-feira, sempre às 22h00, de 1º de outubro até 19 de novembro.

 Entre os produtos de destaque estão: “Elvis Presley: o Rei do Rock”, que estreia no dia 1º de outubro, mostrará a vida e o impacto cultural do artista, desde o seu primeiro sucesso e ao longo da sua carreira; "Jane Fonda In Five Acts", que estreia dia 5 de novembro, que vai desvendar a atriz em uma mistura de vulnerabilidade, magnetismo, ingenuidade e valentia e muitos outros. A relação completa pode ser conferida no site da emissora.

Mais Pinacoteca

Mulheres radicais: Artistas latinas são destaque de exposição na Pinacoteca, em São Paulo
Divulgação
Mulheres radicais: Artistas latinas são destaque de exposição na Pinacoteca, em São Paulo

Leia também: Mulheres radicais: 10 artistas latinas para conhecer na exposição na Pinacoteca

Além do conjunto de obras do Museu Nacional, a Pinacoteca de São Paulo também está em evidência com a exposição "Mulheres Radicais: arte latino-americana, 1960 - 1985". A mostra vai até 19 de novembro e conta com 280 obras de 120 artistas de 15 países.

    Leia tudo sobre: músicas
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.