Tamanho do texto

A primeira comédia romântica de Beatriz cortes vem com escrita leve e descontraída e fala sobre relacionamentos; veja mais destaques da coluna

"Meu Doce Azar" é a primeira comédia romântica de Beatriz Corte s que vem com uma escrita leve e descontraída. No livro, a escritora fluminense conversa com o leitor sobre o empoderamento feminino, o apreço à decisão da mulher e a apreciação às diferenças. A autora coloca em pauta outra tema importante nos relacionamentos atuais: o respeito.

Leia também: De "Malhação" a "3%", Cynthia Senak comemora série e ascensão do streaming

Divulgação
"Meu Doce Azar" é um livro de comédia romântica de Beatriz Cortes


No livro , Alice é uma engenheira bem-sucedida que acaba de descobrir que carrega um par de chifres. Seu, até então, namorado mantinha um relacionamento abusivo com ela e, inconformada, com tudo, resolve abandonar o passado e seguir um novo caminho.

Com suas novas escolhas, Alice é apresentada ao ruivo que produz nela sentimentos até então desconhecidos durante seus 25 anos. Para conseguir chamar atenção do Ed Sheeran brasileiro, ela conta com a ajuda de sua melhor amiga encalhada e seu irmão gêmeo desajeitado.

Com mais de 250 mil leituras online, a obra é o sucesso literário divertido, descontraído e, ao mesmo tempo, cheio de conceitos, que fará o leitor repensar sobre os relacionamentos e o amor nos tempos atuais.

Música

No mês em que comemora um ano da gravação do seu CD e DVD "Acústico Jota Quest", a banda mineira disponibilizou, na madrugada da última terça-feira (29), as duas primeiras faixas "extras" da nova fase da campanha difital "Músicas Para Cantar Junto".

Leia também: Não era amor, era cilada: Nicki Minaj e Eminem não estão namorando

Gravadas “ao vivo” no mês de abril, durante show da “Acústico Tour”, no Espaço das Américas, em São Paulo, as canções Vou Pra Aí  e Onibusfobia , ambas pinçadas de seu álbum de estreia “J.Quest”, em 1996, foram as escolhidas para dar início a sequência de lançamentos que irá disponibilizar nos próximos meses, ao menos 10 novas versões acústicas para faixas que ficaram “de fora” da primeira seleção de repertório de “Acústico”, incluindo também canções inéditas.

Confira os vídeos das duas canções, disponíveis no canal oficial da banda no YouTube:


“Desde o dia da gravação começamos a receber sugestões e pedidos de fãs para que incluíssemos nos shows algumas canções que haviam ficado de fora do 1º registro. Foi então que tivemos a ideia de retomar agora, um ano depois, os lançamentos destes “extras”, nos moldes da campanha “musicas para cantar junto”, que deu muito certo no início do projeto. Será também uma forma de retribuir todo carinho que estamos recebendo nos shows com o sucesso do projeto”, comemora Rogério Flausino, vocalista da banda.

"Um Corpo Que Cai"

"Um Corpo que Cai", dirigido  pelo diretor Alfred Hitchcock, vai ganhar uma edição especial em Steelbook, que será vendido exclusivamente nas lojas das Livrarias Cultura e FNAC. O filme, eleito pela revista do Festival de Cinema Britânico como o melhor filme da História, aborda a história de um policial aposentado, John "Scottie" Ferguson (Stewart), que sente medo de altura.

O filme, que comemora seus 60 anos desde seu lançamento em 1958, conta com um elenco que inclui os atores do nível de James Stewart e Kim Novak.

Leia também: Livro “#SENDNUDES” exalta nudez feminina com fotos eróticas

    Leia tudo sobre:

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.