Tamanho do texto

Entrevista com comediante, lançamentos do universo musical, mudanças de visuais das celebridades e novidades do cinema são destaques do Bastidores

Depois de uma turnê internacional em 2017, Marco Luque retorna ao Brasil para estrelar no musical da Broadway , “ Os Produtores ”, com Miguel Falabella. Deixando o stand up de lado para aventurar-se no gênero musical, o comediante falou à coluna um pouco mais sobre essa sua nova experiência e os projetos que esteve envolvido nos últimos tempos.

Marco Luque celebra fase musical nos palcos
Divulgação
Marco Luque celebra fase musical nos palcos

Leia também: Atriz de "Black Mirror", Michaela Coel relata racismo durante voo

“Eu me desafiei muito aceitando a ideia de fazer um musical. Passei mais de 10 anos da minha vida, trabalhando sozinho e agora tenho ao meu lado diferentes profissionais, coreografias, canto, dança, tudo é realmente muito novo”, conta Marco Luque .

Para ele, os dois mundos são completamente diferentes, entretanto o desafio é visto com bons olhos, já que acredita ser necessário para um ator a versatilidade. “São coisas muito distintas e que são maravilhosas de se explorar dentro de seus universos. Tenho aprendido muito a cada dia e isso é o que mais vale para mim”, reflete.  

Marco Luque para além dos palcos

marco Luque faz sua estreia internacional com três shows nos EUA
Divulgação
marco Luque faz sua estreia internacional com três shows nos EUA

Não é apenas nos palcos que o ator tem se destacado. Luque também tem apostado, assim como muitos colegas, em novas produções voltadas para o streaming. “Tamo Junto” estreou na Netflix em 2017 trazendo todo o seu lado comediante para as câmeras. “Foi uma oportunidade incrível, fiquei super feliz”, comenta.

Entretanto, não é apenas na Netflix que o comediante se destacou. Interpretando Nerso da Capitinga, da nova “Escolinha do Professor Raimundo”, revelou que abraçou o personagem com bastante carinho e trouxe um pouco de si na reinterpretação, mas sem deixa ro trabalho de Pedro Bismarck esquecido.

“Hoje temos os maiores nomes do humor do Brasil na atração e isso é um presente para nós e para o público de casa. As gravações são uma delícia, não sabemos as falas dos outros personagens e nosso riso é natural. Saio com as bochechas doloridas de tanta risada boa”, comenta o ator.

Na sétima arte

O ator também tem despontado nas telonas do cinema, trazendo um outro lado de si. “O cinema te proporciona grandes coisas e traz um ambiente novo e cheio de descobertas. Vocês podem esperar um Marco diferente do que estão acostumadas a ver”, comenta o ator.

Nos próximos meses, “Talvez uma história de amor” e “Um Homem Perfeito” entrarão em cartaz nos cinemas brasileiros e Luque já adianta que podem esperar personagens que dialogam entre si, mas que ainda assim são diferentes.

“Em ‘Talvez uma história de amor’ faço um homem bem humorado, animado, descolado e super amigo. Já em ‘Um Homem Perfeito’, viverei um triângulo amoroso com Luana Piovani e Juliana Paiva. Meu personagem é um artista que não se importa muito com as convenções sociais e não trabalha”, adianta o ator.

Eles estão de volta!

Álbum será lançado no fim de agosto
Divulgação
Álbum será lançado no fim de agosto

Na última quinta-feira (17) a banda britânica The Kooks retornou aos holofotes com duas novas músicas: No Pressure e All The Time . As canções fazem parte do próximo disco, “Let’s Go Sunshine”, que deve chegar ao público no dia 31 de agosto.

“Ele teve um começo fragmentado. Em 2015, entramos no estúdio pensando no último disco que havíamos feito, “Listen”, e percebemos que não era o que queríamos fazer. Não era o The Kooks. Então recomeçamos do zero. Entrei na missão de escrever as melhores músicas da minha vida antes de trazê-las para a banda”, conta o vocalista Luke Pritchard.

O novo disco traz quinze canções novas e já está disponível para pré-venda.

Leia também: Amor e emoção! Benziê lança clipe de Alucinante Demais

Mudanças radicais

Patrícia Elizardo com novo visual
Divulgação
Patrícia Elizardo com novo visual

Depois de viver  a personagem Tônia na novela das 21h da Rede Globo, “O Outro Lado do Paraíso”, a atriz Patrícia Elizardo resolveu mudar totalmente o seu visual dando adeus aos cabelos escuros.

Agora, a atriz ostenta um cabelão loiro repleto de luzes que foi feito pelo hair stylist Evaldo Ribeiro, do Studio Tez.

Leia também: Mudança! Veja as famosas que mudaram radicalmente o visual

Sangue pra todo lado

Cena de
Divulgação
Cena de "A Noite Deverou o Mundo"

No próximo dia 5 de julho o primeiro longa-metragem de Dominique Rocher, “A Noite Deverou o Mundo”, chega aos cinemas. Entretanto, a espera para a estreia do filme não vai demorar tanto, já que o título foi escolhido para ser exibido no Festival Varilux de Cinema Francês, que acontece ao longo de duas semanas no mês de junho.

O longa é baseado no romance de Pit Agarmen, pseudônimo do escritor Martin Page conta a história de Sam, que acorda pela manhã depois de uma festa em um apartamento com um fato aterrorizante: ele está sozinho e os zumbis invadiram Paris.

Deus é Mulher – e ela é Elza Soares!

Elza Soares lança
Reprodução
Elza Soares lança "Deus é Mulher"

A cantora Elza Soares lançou na última sexta-feira (18) o seu 33º disco, “Deus é Mulher”. O disco, produzido por Guilherme Kastrup traz 11 faixas originais e é o segundo álbum de inéditas da cantora.

O Red Bull Station fez um mini documentário sobre a produção do novo disco, que vem mais uma vez com canções cheias de potência, trazendo à tona questões como a implementação de estudos africanos na escola, como Exú Nas Escolas, além das canções que cerceiam o universo das mulheres. Confira:


+ De Luque

Fazer comédia nem sempre é uma tarefa fácil. O humorista às vezes anda em corda bamba entre o que é humor e o que não é. Entretanto, atualmente, Luque vê com bons olhos o cenário da comédia brasileira.

“Eu diria que sobre o stand up brasileiro, hoje eu tenho mais elogios que críticas para fazer. Crescemos muito em repertório e cada vez mais enxergamos no humor uma forma de promover reflexão e mudança de postura e pensamento nas pessoas”, comenta o humorista.

“A sátira, a ironia, ajudam nisso. É preciso rir, mas pensar também. A situação que vivemos é alarmante hoje, precisamos nos mover. Uso o humor para isso, minha ferramenta cidadã”, completa.

Marco Luque ainda revela que sempre que se olha faz uma autocrítica sobre pontos que precisa melhorar. “Mas no geral, eu sou o Marco Luque de todo lugar, ou seja, não tem distinção, não faço personagem quando posto de cara limpa, a não ser quando posto os meus personagens”, completa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.