Tamanho do texto

Estreia de documentário, novidades do mundo da música, estreias em Cannes e despedidas da sétima arte são os destaques da coluna Bastidores

Nesta terça-feira (15) o documentário “Chega de Fiu Fiu” estreia em São Paulo, trazendo a tona os problemas do assédio no espaço público. O longa de Amanda Kamanchek e Fernanda Frazão é fruto de um trabalho iniciado em 2014, cujo ponto inicial foi a campanha homônima idealizada pela plataforma Think Olga que revelou dados alarmantes sobre a questão no país.

Cena do documentário Chega de Fiu Fiu
Divulgação
Cena do documentário Chega de Fiu Fiu

Leia também: Titi Müller fala de Brasil, livro sobre feminismo e planos para o futuro

Na época em que a campanha do “ Chega de Fiu Fiu ” emergiu na internet, os dados revelaram que 99,6% das mulheres já foram assediadas no espaço público. Ainda que os números mostrassem um convite para um urgente debate, a idealizadora do projeto, Juliana de Faria chegou a receber ameaças na internet.

“Essa violência online não era muito entendida como violência, você recebia ameaça por e-mail e então apagava. Até mesmo as autoridades tinham e tem dificuldade de entender o que é isso”, relembra a jornalista ao iG Gente.

O documentário, por sua vez, veio como resposta não apenas para os ataques e dados disponiblizados pela ONG, mas também como uma ferramenta para que a sociedade jogue o olhar para a violência contra a mulher. “Eu acho que é um paralelo sobre o assédio sexual, porque acredito que o longa vai além do assédio de rua. A gente extrapola o debate do assédio, falamos sobre pertencimento a cidade, a sociedade”, comenta a jornalista a respeito do filme.

“Chega de Fiu Fiu” e o mundo da internet

Documentário é produto de campanha na internet
Divulgação
Documentário é produto de campanha na internet

Para De Faria, a internet tornou-se um lugar onde as minorias ganharam voz e começaram a articular suas próprias bandeiras, como ela mesma fez em 2013. O Think Olga emergiu como um blog com o intuito de falar sobre demandas das mulheres com viés feminista e, como explica a própria jornalista, tem como base o “empoderamento por meio da informação”.

O documentário “Chega de Fiu Fiu”, por sua vez, é mais um dos sucessos das iniciativas da plataforma. Entretanto, há muitos mais projetos em ação, como o recém lançado “Conexões que Salvam”. “É algo que esbarra na violência online que eu sofri quando comecei a ‘Chega de fiu fiu’”, comenta De Faria.

O projeto, que é uma parceria com o Facebook, tem como intuito informar sobre os direitos das vítimas de violência online e mostrar como que elas e outras pessoas podem agir diante de violações de direitos na internet. “A ideia também é conscientizar e educar autoridades”, comenta De Faria.

Entretanto, no mundo off-line, é possível colocar em debate o problema da violência contra a mulher com a tour de lançamento do “Chega de Fiu Fiu” pelo Brasil. O longa terá estreia em São Paulo nesta terça (15); em Cachoeira  na Bahia no próximo dia 20; em Porto Alegre, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador e Florianópolis no dia 22 e em Brasília no dia 27.

+ Música brasileira

Banda Selvagens à Procura de Lei fizeram parte do primeiro dia de festa
Divulgação
Banda Selvagens à Procura de Lei fizeram parte do primeiro dia de festa

Depois de realizar um mega festival em Brasília, chegou a vez do Tenho Mais Discos que Amigos trazer a tona o melhor da música brasileira com o projeto “Tenho Mais Discos Convida”, em parceria com a Casa Natura Musical. A primeira edição aconteceu no último domingo (13) trazendo shows de Plutão Já Foi Planeta e Selvagens à Procura de Lei, que fez parte da programação do Lollapalooza 2018 e agora embarcam para a Rússia com a Copa do Mundo.

Leia também: Suicídio, sexo e internet: série da HBO retrata o universo do jovem brasileiro

Ainda que a estreia tenha sido marcada por um público tímido em pleno Dia das Mães, os shows das duas bandas mostraram a potencialidade do rock nacional. A festa contou com a celebração de grandes hits das duas bandas, além de uma colaboração entre os músicos em uma grande festividade de sons nordestinos.

Para quem perdeu não se preocupe – ainda tem muito mais para vir por aí!

A cara da beleza!

Bruna Marquezine em making off de campanha
Divulgação
Bruna Marquezine em making off de campanha

Depois de adentrar o mundo dos reis e rainhas em “Deus Salve o Rei”, a atriz Bruna Marquezine agora voltou ao mundo contemporâneo para estampar a campanha #EuSouMinhaRaiz da Head&Shoulders, marca de cuidados para raiz de cabelos.

A ideia da campanha é valorizar a diversidade brasileira independentemente do tipo de cabelo. “Um prazer e uma honra ser porta-voz de uma mensagem tão poderosa querendo mostrar para as mulheres que todos os tipos de cabelos são bonitos e que eles só precisam ser cuidados da raiz até às pontas para que cresçam fortes e saudáveis”, comentou Marquezine.

Despedidas

Roberto Farias morreu aos 86 anos de idade
Divulgação
Roberto Farias morreu aos 86 anos de idade

A semana começou em clima de despedida no mundo da sétima arte com a morte do diretor Roberto Farias, aos 86 anos. O cineasta estava internado no hospital Copa Star, em Copacabana, Rio de Janeiro, onde fazia tratamento contra um câncer e acabou morrendo na manhã desta segunda-feira (14).

Farias tem no currículo mais de 25 filmes e ficou conhecido por as chanchadas além de clássicos como “O Assalto ao Trem Pagador”, “Pra Frente, Brasil” e “Os trapalhões e o auto da Compadecida".

Diversos artistas e figuras públicas prestaram suas últimas homenagens ao cineasta, como fez o presidente Michel Temer. 

Diretor de 25 filmes, de chanchadas a clássicos, Roberto Farias nos deixou hoje. Teve participação importante no cinema brasileiro, nos sets de filmagens e na gestão do setor. Minha homenagem à família, amigos e colegas", escreveu em rede social. 

O cineasta deixou a víuva, quatro filhos e dez netos. 

Brasil em Cannes

Elenco de
Reprodução
Elenco de "O Grande Circo Místico" comparece à Cannes

Enquanto ainda não estreia no Brasil, “O Grande Circo Místico” chegou à Cannes. O elenco compareceu ao festival para a divulgação do novo filme que tem na direção Cacá Diegues. O lançamento do longa deve chegar em setembro no país e mostra cinco gerações de uma mesma família circense.

A tem no elenco artistas como Jesuíta Barbosa, Bruna Linzmeyer, Antônio Fagundes, Vincent Cassel, Juliano Cazarré e Mariana Ximenes.

Leia também:  Chega de Fiu Fiu vira documentário e oferece melhor entendimento sobre assédio

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.