Tamanho do texto

App que mostra participações de mulheres no cinema, novo casal em “O Outro Lado do Paraíso” e teatro são destaque da coluna Bastidores

Quantas pessoas trabalham para fazer um filme ? E desse número, quantas são mulheres? Na superprodução “ Mulher-Maravilha ”, por exemplo, elas representam 12% da equipe, incluindo a diretora Patty Jenkins. Em “Star Wars: Os Últimos Jedi”, outro sucesso de 2017, a porcentagem é ainda menor: 9%. Em um período em que histórias feitas por mulheres e sobre mulheres têm sido cada vez mais apreciadas, seu trabalho por trás das câmeras não tem sido muito bem representado. Quando falamos do filme em si, a perspectiva não é muito melhor. Pensando nisso, um grupo de estudantes da PUC-Rio desenvolveu um aplicativo chamado “Alice”, com o intuito de quantificar e qualificar a participação feminina na produção de um filme.

Leia também: "Manchester à Beira-Mar" encabeça lista de melhores filmes do ano

Aplicativo busca mapear participação das mulheres do cinema, seja na produção como na história do filme
Reprodução
Aplicativo busca mapear participação das mulheres do cinema, seja na produção como na história do filme

Além de numerar a quantidade de mulheres na equipe técnica de um filme, o aplicativo também propõe definir se os filmes passam o Teste de Bechdel, ideia proposta pela cartunista e escritora Alison Bechdel. O teste é simples e consiste em três questões: 1- Há pelo menos duas mulheres no elenco? 2- Elas conversam entre si? 3- O assunto diz respeito a outra coisa que não um homem?

Leia também: Agora é a hora! Confira 10 diretoras de cinema que merecem atenção

App permite opinar se filme passa no teste de Bechdel
Reprodução
App permite opinar se filme passa no teste de Bechdel

Parece simples, mas na prática acontece bem pouco. Se olharmos, por exemplo, a lista do iG Gente de melhores filmes do ano, apenas metade deles passa no teste. Sendo que três são longas feitos fora de Hollywood (“O Apartamento”, “A Criada” e “Frantz”). No aplicativo, quem define isso são os próprios usuários, por tanto, quanto mais pessoas participarem do teste, mais acurado será o resultado. Mas, se visualizarmos os filmes que estão em cartaz nessa semana, nenhum deles passa no teste. Outro dado interessante é que o índice muda quando o filme é dirigido por mulheres. Apesar de não ser uma regra, quando a responsável pelo longa é mulher, o filme tende a passar nesse teste.

Teatro pelo Brasil

O Circuito Cultural Bradesco Seguros abre 2018 com diversas peças de teatro pelo Brasil. Em janeiro, as cidades de Belém, João Pessoa, Rio de Janeiro, São Paulo e Vitória poderão cantar os sucessos da Jovem Guarda, com o musical "60! Década de Arromba"; ver de perto um Michel Teló inspirado pela música caipira em "Bem Sertanejo – O Musical"; acompanhar a brilhante carreira da maior estrela do teatro nacional em "Bibi – Uma Vida em Musical"; conhecer a história de um dos maiores cantores de sua geração, no musical "Cauby! Cauby!"; e se emocionar com a soprano Maria Callas, interpretada por Christiane Torloni, no espetáculo "Master Class". A programação completa dos espetáculos de janeiro pode ser vista no site da Bradesco Seguros.

Largado e Pelado

Em uma recente participação no Podcast da IndieWire, Darren Arronofsky contou quais são seus programas de TV favoritos. Entre eles estão o desenho “Rick e Morty” e o sucesso da HBO “Game of Thrones”. A surpresa na lista do diretor fica por conta do reality show “Largados e Pelados”, onde duas pessoas são isoladas na natureza, sem recursos e sem roupas.

Beijo de ano novo

Renato (Rafael Cardoso) vai tentar beijar Clara (Bianca Bin) no episódio que vai ao ar neste sábado (30)
Divulgação/TV Globo
Renato (Rafael Cardoso) vai tentar beijar Clara (Bianca Bin) no episódio que vai ao ar neste sábado (30)

Nesse sábado (30) em “ O Outro lado do Paraíso ” o mocinho Renato (Rafael Cardoso), apaixonado pela protagonista Clara (Bianca Bin) vai tentar beijá-la. O problema é que, mais uma vez, ele será rejeitado por ela. Apesar de estra separado de Lívia (Grazi Massafera), Clara vai alegar que ainda não está pronta para amar novamente. Climão!

Leia também: Mulheres reclamam protagonismo no cinema de ação e podem mudar paradigma

    Leia tudo sobre: aplicativo
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.