Jô Soares
Marcelo de Assis
Jô Soares

Avesso às novas tecnologias, o apresentador e humorista Jô Soares — que morreu, aos 84 anos, na madrugada desta sexta-feira (5) — jamais criou qualquer conta em redes sociais. Apesar disso, ele tinha conhecimento de que, sim, lá estava (e ainda está) seu nome, em perfis falsos na internet. "Não lido com a mentira. Não tenho rede social, não tenho Twitter", ressaltou, em sua última entrevista, concedida a Marcelo Tas.

Nas últimas semanas, uma conta no Twitter com o nome "Jô Soares Oficial" (ou @josoarestrue) ganhou milhares de seguidores, incluindo colegas e amigos do próprio apresentador, depois de viralizar um tuíte com uma comparação entre as imagens de Jô e Reynaldo Gianecchini. "Para quem me pergunta se estou bem, estou Ó-TI-MO!", escreveu o perfil no post.


Jô Soares nunca desejou se aventurar pela internet. O apresentador disse, há cerca de três anos, que era bom avisar que quem está lá não é ele. O humorista até criou uma conta "disfarçada", certa vez, no Facebook, mas não durou muito.

"Quando morreu minha querida amiga Hebe, uma pessoa escreveu como se fosse eu (no Twitter): 'Morre uma grande atriz e nasce uma estrela no céu'. Aí eu falei: 'Eu não iria escrever uma viadagem dessas'. Logo abaixo, ainda vinha uma declaração minha, que copiaram de uma entrevista que dei a um jornal. A pessoa coloca as duas e ninguém vê que tem algo de errado?", questionou Jô, em entrevista à época.

O apresentador enxergava os benefícios da internet (e achava que "todo mundo deveria ter um Twitter", como já disse), mas preferia não aderir ao universo virtual.

Acho que consegui fazer a minha carreira no período correto. Quando acabei meu programa, a TV já estava praticamente em decadência. Olha o que tem aí na sua mesa: é a internet. Antigamente, pensava-se em lançar um produto e só tinha a TV. Hoje em dia é a internet", afirmou, na entrevista que concedeu a Marcelo Tas, no programa "Provoca", em 2019.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários