Milton Gonçalves morreu nesta segunda-feira (30)
Divulgação
Milton Gonçalves morreu nesta segunda-feira (30)


Corpo de Milton Gonçalves será velado no Theatro Municipal, no Centro do Rio de Janeiro, na terça-feira (31). O ator e diretor, considerado ícone da televisão brasileira, morreu aos 88 anos nesta segunda-feira (30). 


Segundo a família, que não divulgou o horário da cerimônia ainda, a morte do cantor foi consequência de problemas de saúde decorrentes de um AVC que ele sofreu em 2020. Na ocasião, Milton ficou três meses internado e precisou de aparelhos para respirar. 

+ Entre no  canal do iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais!

Milton faleceu em casa às 12h30. O ator nasceu em 9 de dezembro de 1933, em Monte Santo, em Minas Gerais. Mas depois se mudou com a família para São Paulo, onde foi aprendiz de sapateiro, de alfaiate e de gráfico. Milton fez teatro infantil e amador e estreou como ator, em 1957, no Arena, na peça Ratos e Homens, de John Steinbeck.

O artista compôs o primeiro elenco de atores da Globo, em 1965, antes mesmo da emissora inaugurar. Por lá, atuou em mais de 40 novelas, além de fazer programas humorísticos e minisséries. Vale lembrar que ele esteve na primeira versão de "Irmãos Coragem" (1970), que fez um grande sucesso. 

Além disso, esteve em produções como a "A Grande Família" (1972) e "Escrava Isaura" (1976). O ator também já concorreu ao prêmio de Melhor Ator no Emmy Internacional, pelo personagem Pai José na segunda versão da novela 'Sinhá Moça". A última novela que participou na TV Globo foi "O Tempo Não Para" (2018), onde interpretou o catador de material reciclável, Eliseu.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários