Gloria Groove foi homenageada em 'Eliana'
Divulgação
Gloria Groove foi homenageada em 'Eliana'

Neste domingo (29), Gloria Groove, será homenageada pelo quadro “História de Vida” do programa “Eliana”. Será uma viagem no tempo para saber tudo sobre a infância de Daniel Garcia, que está por trás da persona montada pela artista. E já adiantamos que ela terá um reecontro emocionante com a "Galera do Balão', versão que sucedeu a "Turma do Balão Mágico". 

Vale lembrar que Eliana conhece Daniel desde quando ele era criança. Agora, ela o recebe como Gloria no programa. “Queria dizer que é um prazer rever Gloria Groove, porque quando eu conheci Gloria, na verdade, era Daniel, que era um menino bem pequeninho, que vinha cantar no meu programa. Então, Gloria Groove, Daniel, é uma honra ter você aqui no nosso palco depois de todos os anos”, diz a apresentadora.

Gloria Groove e Eliana
Divulgação
Gloria Groove e Eliana

Na atração, a cantora explica como construiu Gloria Groove: “Eu mostro minha vida [nas redes sociais] para dar a entender que a Gloria Groove é uma construção, a partir de todas as minhas referências, é uma das coisas que eu venho fazendo na minha vida".

Ela, então, completa: Desde criança eu trabalho com arte, você [Eliana] me viu aqui pequenininho, mas a Gloria Groove foi o lugar onde eu consegui melhor canalizar toda essa vida, todo esse sonho, toda essa referência, que abraçou minha existência, que abraçou minha expressão, a minha expressão bixa, minha expressão afeminada, minha expressão drag. Não é à toa que eu me encontrei tanto em drag, porque ela me abraçou em tudo que eu amava artisticamente e abraçou ao mesmo tempo minha própria vida”.

+ Entre no canal do iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais!

Gina Garcia, mãe de Daniel, também aparece no programa e conta sobre o sonho de ser mãe: “Daniel Garcia é para mim, primeiramente, uma realização de um sonho, porque eu queria muito ser mãe. Aí, eu acho que Deus virou para mim e disse: 'Poxa vida, você esperou tanto para ser mãe, que eu vou te mandar ‘O Cara’ e ele mandou ‘O Cara’. Eu já está me conformando com a ideia de ter que adotar uma criança para realizar meu sonho de ser mãe, foi quando eu descobri que eu estava grávida, e foi uma alegria sem fim”.

A mãe de Daniel foi quem deu o primeiro kit de pincéis de maquiagens para ele, ela apoiou a carreira musical, a trajetória drag queen, e orientação sexual do filho.

“Ele chegou para mim e disse: ‘O Daniel Garcia, é mais um na multidão, vai aparecer 300 Daniel Garcia cantando, a Gloria Groove não é mais uma na multidão e você vai ver onde eu vou chegar com ela, porque nem meus amigos acreditam na minha drag, mas você vai ver onde eu vou chegar, mãe”, conta ela.

“Quando ele disse que era homossexual, eu respondi ‘E o que eu não sabia? Eu estava esperando você se encontrar, você se entender. Filho, eu estou com você 200%, é assim que você vai ser feliz? Eu tô com você para sempre”, afirma dona Gina.

Com 11 anos, Daniel participou do “Jovens Talentos” no programa do Raul Gil, atuou em novelas, fez peças teatrais e musicais, como a história de Amy Winehouse e trabalhou na área de dublagem.

“Foi ali entre os nove e dez, porque eu já trabalhava com publicidade cantada, antes, como criança, e desse meio eu acabei entrando no meio da dublagem, através da dublagem cantada. Primeiro foi dublagem cantada, eu fiz meus primeiros testes para cantar, era incrível, pouco tempo depois eu comecei a fazer dublagem falando, pegando personagens e nunca mais parei. Eu fui parar de fazer dublagem há pouco tempo por conta da carreira de Gloria”, comenta Gloria.

Ele deu voz a personagens como o Power Ranger Preto, Justin Bieber, Aladdin, Chase (Patrulha Canina), Malick (Elite), Rico (Hannah Montana).

No entantom, foi em um concurso do programa “Domingo Legal”, apresentado pelo eterno Gugu Liberato, que Daniel foi descoberto, com apenas 7 anos de idade. Se tratava de um novo projeto para vozes mirins integrarem o novo “Balão Mágico”, nomeado como “Galera do Balão”. 

Ele foi escolhido e, em setembro de 2002, foi formada “Galera do Balão”. Além dele, na banda estavam Renan Ribeiro, Bianca Alencar, Gabriela Milani. Em em 2022, ano que completa 20 anos do grupo musical, Eliana proporciona o reencontro desses “amigos do peito”.

“Esse momento representa para nós, muito mais do que parece, é quase uma confirmação, é o caminho certo sendo seguido. Eu falo muito sobre isso, inclusive nessa era do meu trabalho, a era ‘Lady Last’ é saber de onde você veio, saber quais são suas origens, e minha origem são essas pessoas aqui”, pontua a artista.

No palco, eles cantam a música “Superfantástico“ e relembram momentos marcantes do grupo. “Desde que o grupo acabou, a gente não havia estado os quatros no mesmo ambiente, ainda mais, quem dera cantando uma música do grupo”, expõe a cantora.

Ela também destaca: “Tem uma coisa que eu lembro quando eu olho vocês, que é a letra de uma música que era original do nosso CD, essa música era nossa, era a abertura do nosso show, era o novo “Balão” e essa música falava: “Não tenha medo de usar sua imaginação, você é capaz de fazer o que quiser fazer”. A gente falava tanto isso, todas as noites para todas as crianças e a gente viveu isso e vivemos isso até hoje”.

Gabi, da "Galera do Balão", então, comenta: “Não tem como passar pela história de nenhum de nós, sem falar deste momento. O ‘Balão’ foi uma virada em nossas vidas, e a gente vai estar conectado o resto da nossa vida por conta disso”.

“É muito abençoado a gente estar aqui, saudável, cada um com sua profissão, felizes, depois de uma pandemia, que a gente passou agora, era o momento certo da gente se reunir. Eu só tenho que agradecer ao SBT por nos proporcionar isso aqui, que não tem preço. A gente vai sempre se lembrar dessa reunião”, completou Bianca, da "Galera do Balão".

“Era como a música dizia: ‘somos amigos de uma vez’. E depois do ‘Balão’, a gente vai lembrar um do outro para sempre”, finaliza Renanzinho. 


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários