Vídeo de Johnny Depp quebrando móveis de cozinha é exibido para análise do Júri
Reprodução/Youtube
Vídeo de Johnny Depp quebrando móveis de cozinha é exibido para análise do Júri

O processo por difamação que o ator americano Johnny Depp moveu contra sua ex-esposa, a atriz Amber Heard está sob análise em tribunal e um vídeo em que o ator de “Piratas do Caribe” aparece em um momento de aparente embriagues destruindo alguns móveis de sua cozinha foi exibido ao Júri.

A gravação, feita pela própria atriz, já havia sido divulgada em 2016, pelo site Tmz, e nela pode-se ver claramente o ator batendo em móveis da cozinha de sua casa em Holywood. Furioso, o ator grita “Filho da P...!” enquanto é questionado por Heard sobre o que havia acontecido. Nas imagens, o ator se serve de uma taça de vinho e ela o pergunta se irá beber todo aquele vinho.

“Tudo o que fiz foi pedir desculpas. Aconteceu alguma coisa com você? Acho que não. Você bebeu tudo isso esta manhã?”, disse Amber Heard, quando o ator se serve de vinho.

Ao ser questionado pelo advogado da ex-mulher, Depp respondeu: “Claramente eu estava tendo um dia ruim. Ser gravado ilegalmente por sua parceira é bastante adequado com o resto das fotografias e gravações em fita. Ela tentou esconder isso de mim e riu e sorriu no final. Essa foi a parte mais interessante”.

O ator ainda reafirmou não ter agredido Amber Heard, mas que estar bêbado naquele momento era uma possibilidade. “Uma mega taça de vinho? Me servi de uma grande taça de vinho. Achei que era necessário”, disse.

Além d vídeo em questão, outras gravações também foram exibidas aos jurados. Em uma das gravações Johnny Depp teria assumido ficar ciumento quando a então esposa começava a trabalhar, o que aumentava as brigas entre o casal. Em outra, o ator ameaçava se mutilar com uma faca. As informações são do jornal britânico The Sun.

Leia Também

Entendendo o caso

Em dezembro de 2018 Amber Heard escreveu um artigo para o jornal “The Washngton Post”, no qual afirmava ser uma sobrevivente de violência doméstica. Depp a acusou de difamação e entrou com uma ação de US$ 50 milhões contra a atriz.

O artigo não chega a mencionar o nome do ator, mas Benjamin Chew, advogado de Depp, disse aos jurados há cerca de uma semana que estava claro que Heard estava se referindo ao ex-marido.

Os advogados de Heard, por sua vez, argumentaram que ela disse a verdade e que sua opinião está protegida como liberdade de expressão pela Primeira Emenda da Constituição dos Estados Unidos.

O julgamento, que deve durar por volta de seis semanas, já está em sua segunda e está sob a supervisão de um juiz do tribunal estadual do condado de Fairfax, na Vírginia.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários