Arnaldo Jabor morre aos 81 anos
Reprodução
Arnaldo Jabor morre aos 81 anos


O jornalista e cineasta Arnaldo Jabor morreu, na madrugada desta terça-feira (15), aos 81 anos, após complicações do AVC. Jabor estava internado desde o dia 17 de dezembro no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo (SP), por causa do acidente vascular cerebral.

Jabor se destacou na TV com os comentários feitos nos jornais da Globo na década de 90. Na emissora, seguiu como comentarista do "Bom dia Brasil" e "Jornal Nacional" e "Jornal Hoje". No "Jornal da Globo", esteve como colunista até 2022. O último comentário de Arnaldo Jabor no jornal foi em 18 de novembro, quando abordou as possíveis interferências no resultado do ENEM. O jornalista também acumulou passagens pela rádio CBN e canal GNT.


Como cineasta, Jabor dirigiu o aclamado "Eu sei que vou te amar", de 1986, indicado à "Palma de Ouro de melhor filme do Festival de Cannes". Ao todo, foram sete longas, dois documentários e dois curtas. O último filme lançado por Jabor foi em 2010, com "A Suprema Felicidade".


** Kadu Brandão é jornalista pela UFBA, pós-graduando em MKT e Redes Sociais, soteropolitano e cheio de axé. É especialista em reality show e Carnaval. Tem passagem por CBN, Globo Esporte, iBahia e Bahia FM, além de contar com atuação em assessorias. Tem colaborações para UOL e CBF, e apresenta o “Podmiga”, podcast de reality show. No iG, escreve para o iG Gente.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários