Juliette Freire foi a vencedora do
Divulgação/Globo
Juliette Freire foi a vencedora do "BBB 21"

Juliette expôs em uma conversa nesta terça-feira (25) que tinha assistido toda a sua edição do Big Brother Brasil depois de ter sido coroada a grande campeã.

" Assisti tudo que passou na TV, mas é loucura. Eu fiquei com abuso de mim no início, falei 'como eu gritava'. Eu era chata", revelou. No decorrer da conversa no Podcats, ela também comentou sobre a sua relação com Fiuk logo depois dos primeiros dias do confinamento: "Todo mundo pensa que quando entrei na casa eu paquerei o Fiuk, mas não paquerei. Ele estava muito nervoso, muito ansioso e aí falei 'vou quebrar o gelo' e resolvi brincar 'meu deus, casa comigo'. Acho que a galera começou a curtir, achei engraçado e a edição também. Quando entrei na casa me afastei totalmente dele porque aí ele já estava de boa. Era brincadeira, mas as pessoas levaram a sério ."

Ela também lembrou a dificuldade que teve no começo do jogo em ter comunicação com os outros participantes e o medo que também teve de não ser capaz se mostrar dentro do reality.

" Na primeira semana eu fui engolida. Eu teria saído [na primeira semana] com certeza. Todo mundo me falava isso, ou você me ama, ou pega ranço, e depois que você me conhece você entendeu meu jeito, olhares, expressões, brincadeiras. Na primeira vez dificilmente as pessoas me amam, mas depois elas me entendem. Minhas amigas diziam 'se você não for pro primeiro paredão você ganha, o medo é sair na primeira '" , contou.

Ela seguiu: " Quando me deram aquela imunidade falei 'estou salva', mas aí teve todo aquele conflito. Eu não conseguia falar, não conseguia ser eu. Depois comecei até a falar sozinha. Na primeira festa eu chegava e as pessoas saíam. Foi quando Camilla conseguiu falar comigo e eu consegui me reconectar comigo. Pensei em desistir várias vezes, na primeira semana cheguei até a falar ."

Leia Também

No decorrer da conversa que durou mais de duas horas, Juliette também relembrou como foi o momento em que foi chamada para o BBB, expondo que mal teve um tempo para arrumar a sua mala direito quando a produção tinha chegado em sua casa para levá-la para o confinamento.

Acerca da nova edição, ela comentou sobre a comparação que começaram a fazer entre ela e Eslovênia: " É um estereótipo. Entendo que pelo sotaque, mas aí tem uma pitadinha de rotular, por causa da região. Mas com um tempinho isso cai por terra, a personalidade fala. "

Juliette também relatou sobre Camilla de Lucas, Carla Diaz, Pocah, João, Rodolfo e também Gil do Vigor como sendo os participantes do programa com quem continua tendo a amizade e costuma ter conversas no dia a dia. " Os outros é só 'Oi, tudo bom, boa sorte, feliz aniversário '" , contou. Agora sobre Karol Conká, ela confirmou que nunca teve um contato depois do fim do programa.

Falando sobre seus planos para 2022, ela divulgou que está tendo um desejo em se estabilizar na música. " Estou muito nova, muito verde nesse mundo que é muito difícil e tem que se dedicar muito. Que eu siga em paz e continue vendo sentido em tudo isso " , declarou.

A advogada como também maquiadora estimou que ainda não se comprou nada com o dinheiro que comprou até o momento, e ainda está refletindo no que pretende investir.

" Deixa passar um tempo, as coisas acalmarem para eu olhar de fora e pensar 'quero investir nisso ou aquilo'. Na Paraíba minha mãe tem a casinha dela, meus irmãos têm as deles, eu não tenho, não tenho nem um carro, não tenho nada, não comprei nada. Sou muito mão de vaca. Eu penso duas, três vezes antes de comprar " , contou.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários