Thiago Gagliasso
Reprodução/Instagram
Thiago Gagliasso

Amigo de Mario Frias, com quem interage constantemente nas redes sociais e aparece em fotos ao seu lado, o ex-ator Thiago Gagliasso se tornou um dos temas mais comentados da internet neste fim de semana ao substituir o secretário especial de Cultura no Congresso Politicamente Incorreto (CPI), organizado pelo deputado federal Carlos Jordy (PSL-RJ), no último sábado (18). Gagliasso participou do evento já que Frias cumpria quarentena de quatro dias após ingressar no Brasil sem o passaporte sanitário, e aproveitou para revelar detalhes sobre o rompimento com o irmão, o ator Bruno Gagliasso e a cunhada, a atriz Giovanna Ewbank, por discordâncias políticas.

Bolsonarista, o ex-ator costuma eleger como alvo em suas redes artistas e influenciadores que criticam o governo, a exemplo do youtuber Felipe Neto e os atores Fabio Porchat e Wagner Moura. Políticos da oposição também são frequentes em suas postagens, assim como a "classe artística", de maneira genérica, e seu uso da Lei Rouanet.

Sua carreira artística começou em 2007, na novela "Luz do sol", da Record, onde também atuou em "Os mutantes — Caminhos do coração" (2008), na qual interpretou o mutante pleiadiano Gaspar, que tinha como poderes aptidão intuitiva e telecinese. Na Rede TV! participou do programa "Mega Senha", e em 2011 integrou o elenco de "A fazenda 4" (Record), vencido por Joana Machado, ex-namorada do jogador de futebol Adriano. Após a saída do reality show, o ex-ator disse em entrevista a Luciana Gimenez que a experiência fechou portas na teledramaturgia da emissora: "Os diretores das novelas dizem: ‘'Foi da Fazenda? Não faz novela'. Eles não estão nem aí. Lá na Record eu não piso mais'".

Como empresário, Thiago produz eventosd como as festas Outros 500 e Errejota e também atuou na divulgação do restaurante Família Gagliasso, de cozinha italiana, inaugurado pelos irmãos e os pais em 2005, na Barra. Em abril de 2019, Thiago Gagliasso foi nomeado para o cargo em comissão de assistente da Superintendência de Artes da Secretaria de estado de Cultura e Economia Criativa (SECEC), durante a gestão do governador cassado Wilson Witzel. "Influenciador digital com grande número de seguidores, Gagliasso está trazendo a experiência do seu canal no Youtube e perfil no Instagram para as redes sociais da SECEC", informou em nota a secretaria, na época da nomeação.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários