André Gonçalves na Globo
Globo
André Gonçalves na Globo

Uma semana após ter a prisão domiciliar decretada pela Justiça de Santa Catarina por não pagar a pensão alimentícia da filha Valentina, de 18 anos, fruto do relacionamento com a jornalista e atriz Cytnthia Benini , o ator André Gonçalves se tornou alvo de um novo pedido de prisão pelo mesmo motivo, só que dessa vez tendo a sua filha mais velha como autora da ação. Manuela, de 23 anos, assumiu o processo que a mãe dela, a atriz Tereza Seiblitz, movia contra o ex na Justiça do Rio por alimentos atrasados. O processo tramita na 4ª Vara de Família da Capital, na Barra da Tijuca, e espera a decisão do juiz.Manuela, que cobra uma pensão mensal de R$ 6 mil, não aceitou o pagamento atrasado do acordo de R$ 20 mil oferecido por Gonçalves no último mês de outubro e agora também pede a reclusão do pai por uma dívida de R$ 109 mil.

Ao contrário do que foi divulgado nos últimos dias, a decisão de prisão domiciliar e uso de tornozeleira eletrônica já proferida pela Justiça de Santa Catarina se deu, segundo o ator, por uma dívida de R$ 13,5 mil cobrados em novo processo aberto por Valentina, referente a três meses de atraso na pensão de R$ 4,5 mil a que teria direito. Além desta, há uma outra ação movida por Cynthia em São Paulo que cobra mais R$ 350 mil por falta de pagamentos anteriores à filha do ex-casal, mas que ainda está em negociação – o ator acaba de ter uma moto scooter avaliada em R$ 11 mil empenhorada pela Justiça. O filho Pedro, de 20 anos, do casamento com atriz Myrian Rios, é o único que tem uma boa relação com o pai. Ele recebe R$ 1 mil mensais de pensão.

Apavorado pela iminente visita do oficial de Justiça que irá notificá-lo da prisão e trazer a tornozeleira eletrônica que será obrigado a usar por no mínimo 60 dias, André recebeu O GLOBO na casa onde mora com sua atual mulher, a também atriz Danielle Winits, no bairro do Joá, na última quinta-feira, e chorou 12 vezes em 2 horas de entrevista. Para o ator, a prisão pedida pelas próprias filhas é “devastadora demais” para prosseguir com sua carreira. — Então eu decidi parar, vou parar e encerrar a carreira. Eu não sei o que vai acontecer, sabe? Eu não vou suportar ser preso. Encerrando eu dou um novo passo na minha vida. Eu posso construir uma nova história. Não aguento mais tanta pressão por dinheiro. Eu venho com isso há cinco anos. Achando que todo dia vai ter um oficial de Justiça na minha porta, me acordando às 5h da manhã, de sobressalto, há cinco anos eu vivo isso — afirma aos prantos.

O ator criticou a rigidez da lei que prevê prisão para quem não tem condições de pagar pensão alimentícia no Brasil e falou da mágoa que sente por não ter mais um bom relacionamento com as filhas – ele está bloqueado dos contatos com elas nas redes sociais. — Elas viraram as costas para mim por dinheiro, não quero dizer nenhum nome ruim dos meus filhos, mas eu acho que é inominável a situação que eu estou passando sem precisar passar. A saída não é a prisão. Eu sei o pai que eu sou, que eu quero ser. Não sou bandido. Nâo há nada que me desabone na esfera federal, estadual ou municipal. Procurada, a advogada Juliana Lima dos Santos que conduz a ação de Manuela Seiblitz na 4ª Vara de Família não quis comentar as afirmações de Gonçalves alegando que o processo está sob segredo de Justiça. Já a advogada de Cynthia Benini, Stella Marys Silva Pereira de Carvalho, afirmou estar em reunião e não retornou ao contato da reportagem. Confira alguns trechos da entrevista:


Prisão por não pagar pensão

É cruel essa lei (pensão alimentícia) determinar a prisão em cárcere privado porque ela não resolve. Eu não tenho R$ 350 mil e nem R$ 110 mil. Eu vou preso. Então eu acho desproporcional porque como sou um trabalhador autônomo não posso pagar R$ 6 mil para um e R$ 4,5 mil para outro. Me sinto no paredão de fuzilamento. Não sou uma pessoa má. Nunca fui com eles. Um filho fazer isso com um pai. O meu advogado (Sylvio Guerra) sabe o tamanho do meu desespero, do meu sofrimento, porque principalmente se trata de pessoas que eu tenho afeto, que eu tenho amor, que eu convivo há 20 anos, então nos últimos cinco anos que eu me sinto um foragido, achando que a qualquer momento eu serei preso, sem o direito de defesa. A gente entrou na Justiça, tentou a revisão, tentou acordo com as mães, e não foi aceito.Que fossem R$ 2 milhões...se você negocia com outras pessoas, com a escola quando você atrasa, ou com alguém que você tem uma dívida, por que não faz com o teu pai? Eu ajudei a botar no mundo. E eles vão entender quando estiverem mais velhos que não sou eu que devo para eles.


Relação com os filhos

Eu me sinto péssimo que eu possa parar atrás das grades, cerceado de liberdade, por causa de filho. O que me dói é que vem lá no processo "pedido de prisão" e quem assina é o filho. Eles já são maiores de idade. E eu não falo isso por vitimização, mas é porque essa é a realidade que eu vivo há muito tempo. Vai ser preso, não vai ser preso. Só me resta ter esperança e fé, pois não há mal que dure para sempre.Eu acho que isso deveria ser resolvido em família...eu acredito que para mim eu fui o melhor pai que eu tentei ser. Eles estão me botando como vilão, os meus filhos, eu não me sinto assim, eu me sinto injustiçado, cruelmente injustiçado, me sinto como um cidadão desassistido, não sou herdeiro, não tenho salário e nem contrato fixo com ninguém, então eles me transformaram no vilão da vida deles. O Malvado Favorito deles por dinheiro. Eles levam uma vida de rico e querem que eu sustente essa vida de rico, mas isso é impossível.

Leia Também


Empréstimo negado

Eu tentei um empréstimo no banco, mas eu não pude porque a Receita Federal acabou me multando em R$ 5 mil por um erro na declaração e isso atrapalhou meu empréstimo. Tentamos um empréstimo de R$ 450 mil no banco para que eu ficasse devendo ao banco, que não pediria a minha prisão dele, mas esbarrou nessa questão da Receita.

Novos trabalhos

Para você ter uma ideia a única fonte de renda nos últimos cinco , seis anos foi basicamente a série que eu fiz no Impuros, fiz a primeira temporada, o papel cresceu , fiz a segunda e fiz a terceira. Depois fiz uma participação no filme do Edir Macedo, fiz fiz uma novela na Record (Jesus) durante um ano. E vamos lançar um documentário e vão pensar que sou rico, mas eu recebi R$ 300 para filmar uma semana.Nas últimas duas semanas essa notícia da prisão virou um assunto internacional...até em Portugal já estavam divulgando. E amigos que tenho lá me fizeram convite para protagonizar dois longas, para protagonizar a Paixão de Cristo em Natal no ano que vem, mas eu não sei o que dizer, não sei se eu posso, não sei se vou estar solto em março, que é quando pretendo filmar.

Daniele Winits

A Dani já se colocou à disposição várias vezes para me ajudar, mas eu não aceito, não aceito porque não é justo e porque isso não vai parar. Tenho uma porrada de amigos com dinheiro e não quis pedir para ninguém, alguns amigos quiseram fazer uma vaquinha, não quis...Então assim isso aqui (aponta para a casa ao redor), o carro, não é meu, isso é da Dani e dos filhos dela. Então, a primeira coisa que eu fiz foi dizer :- Dani isso é um problema muito sério, que é meu. Jamais você vai mexer em R$ 1 para me ajudar, não aceito. Ela tem as questões dela, eu tenho as minhas.Sem dúvida que ela me ofereceu ajuda, a Dani é minha parceira, coração gigante, não tenho nem o que falar, a Dani é um presente não só comigo, a Dani tem relação com a Valentina, de carinho e afeto.Talvez essa perseguição seja sim por conta da situação e da história da Dani, ela é uma estrela. Mas eu espero que não, não é o que eu acho. Mas claro que já passou pela minha cabeça. Até porque existia relação, afeto, amor, cuidado, as férias era com a gente. Os aniversários às vezes com a gente. A Dani foi o máximo de "boadrasta" com a Valentina e Pedro. A Dani conversa coisas que eu não sei, até conversas que eu não tenho com Valentina, ela tem. E algumas vezes a Cynthia a procurou para desabafar.


Guarda compartilhada

Não tenho nenhuma guarda compartilhada porque eu sempre achei que fosse morrer muito cedo. Eu naturalmente dei a primeira guarda para a mãe da Manuela, na separação da Cynthia eu fiz esse acordo, não queria ser um empecilho. O que é melhor? Você quer a guarda para você? Tudo bem, eu só quero ver, poder visitar...Com o Pedro é diferente. Ele tem uma alma muita boa, é muito especial. Em janeiro ele vem pra cá. Eu tinha essa boa relação com a Valentina até duas semanas atrás...ela voltou do Canadá, questões pessoais, nunca negou afeto, nunca deixei de abraçá-los.
Eu mandava mensagem todos os dias para os meus filhos até recentemente...eu estou sempre querendo vê-los, peço pra abrir a câmera, nunca neguei afeto, eu sou um cara afetuoso, os meus amigos sabem da minha relação com os meus filhos e o que os meus filhos significam pra mim, eu sempre quis e ainda pretendo ser um bom pai. Sabendo ainda que eu corro o risco de ser encarcerado, eu penso assim, tomara que eu morra para encontrar a minha liberdade.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários