Antonia Fontenelle aceita 12,5% de cobertura
Márcio Rangel
Antonia Fontenelle aceita 12,5% de cobertura


Antonia Fontenelle anunciou que irá ficar com apenas 12,5% do valor da herança do ex-marido, o diretor Marcos Paulo, morto em 2012. Ela irá ficar com R$ 4 milhões dos R$ 25 milhões previstos, segundo a coluna de Leo Dias do Metrópoles. 

A atriz, empresária e apresentadora revelou que tomou a decisão após acontecer uma série de desentendimentos entre herdeiras sobre uma cobertura que era do diretor. No entanto, ela exige que contas sejam prestadas para que não volte a lutar pela herança de direito, 25%. 

Por sete anos, a influenciadora brigou na Justiça para ser reconhecida como herdeira. Com o parecer, ela tem direito a parte da herança. Sobre a cobertura, Antonia disse que ela e herdeiras concordaram, mas Júlia e Flávia Alessandra exigiram que, para aceitarem a venda, Fontenelle teria que ficar com 12,5% da herança ao invés de 25%. 

A apresentadora disse a Leo Dias que irá concordar, mas deu um prazo para esclarecimentos sobre movimentações financeiras que Mariana teria feito quando foi inventariante, aplicações estrangeiras, um apartamento em Nova Iorque e outros. Caso não seja respondida, ela irá cobrar a parte integral de 25%. 

Leia Também

“O advogado da Júlia/Flávia Alessandra condicionou a venda da cobertura por R$ 7 milhões à vista, desde que eu aceite os 12,5% e abra mão dos 25% que seria o correto, alegando que os R$ 7 milhões é um valor abaixo do mercado", diz a nota de Antonia Fontenelle. 

Então, ela acusa que não cuidam bem do imóvel. "Eles querem vender por R$ 9 milhões um imóvel cheio de infiltrações, por ter ficado nove anos fechado, condomínio e IPTU atrasados desde dezembro de 2019, correndo o risco de ir a leilão. Eu gostaria de convidar seus seguidores, Leo, pra somarem um condomínio de 9 mil reais por 9 anos, por um imóvel que está fechado", diz. 

"A ganância e o ódio dessas pessoas por mim, as cegaram. E eu disse que aceito sim os 12,5% e dei prazo. Prazo para o inventariante prestar conta de todo o espólio que até hoje ele não fez, prazo pra Mariana explicar movimentos feito por ela enquanto esteve inventariante logo assim que o pai faleceu, como por exemplo venda de carro que valia R$400 mil vendido por R$40 mil", diz.

"Quero saber quem comprou e contestar esse valor, entre outras coisas, aplicações estrangeiras, o apartamento de NY…. Fato é: ou eles cumprem o prazo que dei a eles, afinal tá valendo milhões, ou preparem-se pra dividir o dinheiro do meu marido por partes iguais como é o certo e como ele gostaria que fosse", afirma. 

"E por último eu gostaria de convidar todos os envolvidos pra assistir Round 6, a pipoca é por minha conta", completa a nota. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários