Wesley Safadão e Thyane Dantas no dia em que tomaram vacina
Reprodução/iG Minas Gerais
Wesley Safadão e Thyane Dantas no dia em que tomaram vacina

O cantor Wesley Safadão utilizou as redes sociais para se retratar e explicar a razão pela qual ele, sua esposa, Thyane Dantas, e sua assessora, Sabrina Tavares  recusaram o acordo oferecido pelo Ministério Público do Ceará na última quinta-feira.

A proposta do órgão era o pagamento de um valor em dinheiro a uma organização social como pena por furarem a fila da vacina. Caso fosse aceito, o acordo substituiria a punição penal pela reparação de danos, interrompendo a investigação.

Leia Também

No texto publicado pelo cantor, ele diz que foi "mal orientado", e que não teria publicado fotos nas redes se soubesse que estava cometendo um crime. "Me disseram que não tinha nenhum problema e eu acreditei", publicou Wesley nesta sexta-feira.

Em 8 de julho de 2021, Thyane Dantas furou a fila da vacina contra a Covid-19. Ela tinha 30 anos e, na época, o calendário municipal de vacinação previa aplicação em pessoas com 32 anos ou mais.

Já Wesley Safadão e a produtora Sabrina Tavares estavam agendados para serem vacinados no mesmo dia no Centro de Eventos do Ceará, mas foram a outro posto de vacinação, num shopping.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários