Thyane Dantas e Wesley Safadão
Reprodução/Instagram
Thyane Dantas e Wesley Safadão


O imbróglio envolvendo Wesley Safadão, mulher, Thyane Dantas e a assessora, Sabrina Brandão, na fraude da vacinação contra a Covid-19 ganhou um novo capítulo. De acordo com uma reportagem do Jornal Diário do Nordeste de Fortelza, o trio articulou a irregularidade por conta da turnê de forrozeiro para os Estados Unidos e México entre outubro e novembro deste ano. Safadão teria escolhido a vacina da Janssen, de dose única, porque o imunizante é aceito nos dois países.

De acordo com a reportagem, um ex-funcionário de Safadão, Marcelo da Silva Matos, conhecido como Marcelo Tchela, organizou o recebimento da vacina com assessora influente no sistema de saúde. As informação são do Ministério Público do Ceará (MPCE) e constam em despacho assinado no dia 30 de setembro.O órgão analisou dados do sistema de vacinação, documentos fornecidos pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS) e as imagens de monitoramento do shopping onde aconteceu a imunização.

O cantor e a assessora estavam agendados para pontos onde a vacinação acontecia com a Astrazeneca no dia 8 de julho deste ano - em processo de aprovação por agências regulatórias do exterior à época. Thyane Dantas sequer havia sido agendada para o dia.


Safadão, a mulher dele, Thyane Dantas, e outras seis pessoas foram indiciadas, na quarta-feira (29), pela Polícia Civil do Ceará por irregularidades na vacinação contra a Covid-19. O inquérito foi enviado ao Tribunal de Justiça (TJCE).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários