MC Kevin morreu após cair da varanda de um hotel no Rio de Janeiro
Erick Martins
MC Kevin morreu após cair da varanda de um hotel no Rio de Janeiro

Uma suposta testemunha da queda do cantor Kevin Nascimento Bueno, o MC Kevin, do quarto 502 de um hotel na orla da Zona Oeste do Rio, em 16 de maio, nem sequer estava no Brasil nessa data. A informação foi repassada pela Polícia Federal ao delegado Leandro Gontijo, titular da 16ª DP (Barra da Tijuca), e consta no inquérito que apura a morte do funkeiro. O músico português Fernando Jimmy Junior foi indicado a depor pela modelo fitness Bianca Dominguez e disse, em entrevistas, ter visto o artista pedindo socorro a Victor Elias Fontenelle, o MC VK, na varanda.

O promotor Marcos Kac, da 1ª Promotoria de Investigação Penal Territorial da Zona Sul e Barra da Tijuca, determinou a intimação de Fernando para prestar depoimento na delegacia. A programas de televisão, ele afirmou estar em uma festa no hotel em frente ao que Kevin havia se hospedado e presenciou o momento em que ele caiu de uma altura de aproximadamente 18 metros.

“Deu a entender que o MC VK estava incentivando o Kevin a se pendurar naquele local e que o Kevin largou a mão direita e ficou somente apoiado com a esquerda. E ali deu claramente para ouvir o que ele estava a dizer. Ele estava a pedir que o VK ajudasse ele. Ele gritou mesmo que deu para ouvir de onde eu estava”, relatou no "Domingo Espetacular", da TV Record, em agosto.

Leia Também

O nome do músico em uma petição protocolada na Polícia Civil e no Ministério Público pelo advogado Danilo Garcia de Andrade, que representa Bianca, em agosto. Embora na primeira ida à delegacia, em maio, a moça tenha relatado que, pouco antes da queda, mantinha relações sexuais com o funkeiro na varanda, no documento com sete páginas e 115 itens, ele apresentou detalhes que teriam sido lembrados pela modelo após as declarações dadas por ela na 16ª DP.

Leia Também

Na petição, é narrada uma briga "acalorada" e "com gestos bruscos" entre MC Kevin e MC VK sobre a possibilidade de a mulher do funkeiro, a advogada Deolane Bezerra, hospedada na suíte 1305, estar chegando. Os dois estariam em pé, indo para a varanda, e o desentendimento teria motivado o funkeiro a passar as pernas pelo parapeito.

Na ocasião, Bianca foi intimada a depor, mas se recusou e disse que só falaria através de carta precatória — instrumento jurídico utilizado para oitiva em outra comarca. Também em agosto, MC VK, e Jhonatas Augusto Cruz, outro amigo de MC Kevin, reafirmaram na 16.ª DP não ter havido brincadeiras e insinuações sobre a chegada de Deolane tampouco discussão sobre o programa sexual que o funkeiro fazia com a modelo naquele momento, contrariando a nova versão dela.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários