Joelma, cantora e compositora
Reprodução
Joelma, cantora e compositora

A juíza Roseane Cristina de Aguiar Almeida, da 3ª Vara Judicial do Foro de Santana de Parnaíba, São Paulo, marcou uma audiência para o dia 14 de outubro de 2021, e mandou intimar Joelma, através de uma carta precatória criminal. A cantora foi arrolada como testemunha de defesa pelo ex-deputado Wladimir Costa, que é alvo de uma queixa-crime movida por Ximbinha.

Apesar da audiência já marcada para a próxima semana, o oficial de Justiça ainda não conseguiu localizar a artista no endereço indicado para a entrega da intimação. "Intime-se a testemunha Joelma da Silva Mendes para que possa participar da audiência. Intime-se para que informe o e-mail a fim de participar do ato, para que seja enviado o link de acesso para a sala de audiência virtual", solicitou a magistrada. O processo de origem é da 9ª Vara Criminal da Comarca de Belém, Pará, contudo, Joelma será ouvida pela Justiça de São Paulo.

De acordo com a queixa-crime, protocolada por Ximbinha no dia 6 de março do ano passado, por calúnia, injúria e difamação, o músico pede uma indenização a Wladimir pelos prejuízos sofridos, no valor de R$ 103,9 mil. Ainda, segundo consta na ação, Ximbinha alega "prejuízos de ordem moral e patrimonial que vem sofrendo em virtude das publicações e declarações de Wladimir, considerando que o músico é pessoa pública e que diversos funcionários e suas respectivas famílias dependem de seu trabalho".

Entre outras coisas, o guitarrista alega ter sido chamado de "maníaco agressor de mulheres", no dia 14 de janeiro de 2020, e no dia 19, "guitarrista de merda de nome Ximb", na rede social Facebook. Wladimir, por sua vez, arrolou no processo a ex-mulher de Ximbinha como sua testemunha de defesa. "A testemunha foi casada com Ximbinha e também acusa o mesmo de praticar agressões contra sua pessoa", afirma no processo o advogado de defesa do ex-deputado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários