'Eu não saquei que tinham manipuladores', diz Xuxa sobre carreira
Instagram
'Eu não saquei que tinham manipuladores', diz Xuxa sobre carreira


A atriz e cantora Xuxa Meneghel falou abertamente sobre sua vida profissional e pessoal ao canal Seja Seu, no YouTube, de Brunno Rangel e Marcelo Feitosa.


Durante a entrevista, a artista revelou que ainda liva com os traumas de aproveitadores e manipuladores no início de sua carreira. "Hoje, com quase 60 anos, eu queria falar para a Xuxa acreditar menos nas pessoas. Até hoje não aprendi", disse.

"No mundo que eu comecei a viver com 23 anos, eu estava acreditando muito. Era fácil, relaxante, era gostoso eu chegar e colocar minha vida na mão de alguém e falar: 'faz'. Eu não saquei que tinham manipuladores, aproveitadores, que amam poder", continuou.

Xuxa ainda contou que foram vários. "Eu dei asas a esses monstros. Foram vários monstros, em várias profissões e em vários momentos da minha vida. Tento tirar esses fantasmas e correntes até hoje. É muito difícil para mim, olhar para uma pessoa e falar: 'eu sei que você está me enganando, eu sei que você não vale nada, sai da minha vida'. Não consigo", lamentou.

Leia Também

"Eu falo: 'não vou cometer o mesmo erro'. Quando vejo, estou deixando a pessoa mexendo onde não deveria. A maior culpada sou eu de deixar isso acontecer. Eu teria que dar esse espaço, mas não consigo", concluiu.

Aos 58 anos, Xuxa disse que a fase de envelhecimento é cruel. "A pele não é mais a mesma, o caimento, a flacidez, colágeno não existe mais. Chega uma hora que você tem que falar assim 'chegou pra mim'. Isso é tão difícil quando você trabalha com sua própria imagem", declarou.

"Eu acho que eu não me importaria nada, porque eu tenho um homem que olha pra mim e mesmo com essa flacidez toda ele fala 'ô, gostosa'. Pô, tó ótima. Ele gosta do que ele tá vendo, mesmo eu não gostando. A minha filha diz que eu tô linda. Então, as duas pessoas que eu mais amo e que me amam, me aceitam do jeito que eu sou. Pra mim, dane-se o mundo, dane-se o resto", completou.

A artista também falou sobre o filme "Amor Estranho Amor" (1982) e confessou se incomodar com os comentários polêmicos relacionados a produção. "Me julgam sobre um assunto que nunca aconteceu, como o filme 'Amor Estranho Amor'. As pessoas falam 'ah, ela é pedófila'. Não, eu fiz quando eu tinha 18 anos, fiz o papel de uma menina de 15 anos que deveria ser falado de uma maneira séria, porque isso acontece até hoje, a prostituição e exploração infantil", disse.

"Botaram como se eu, hoje, aos 60 anos, estivesse fazendo aquilo que aquela personagem fez naquele filme. Isso me incomoda a ponto de eu dizer que tenho pena da burrice da pessoa. Será que essa pessoa não vê que é ficção, que tá feio pra ela?", finalizou.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários