Dilma, Sérgio Mamberti e Lula
Instagram
Dilma, Sérgio Mamberti e Lula

Morreu nesta sexta-feira (03), aos 82 anos, Sérgio Mamberti , ator que ficou altamente conhecido pelo papel de Doutor Victor no seriado "Castelo Rá-Tim-Bum". Nas redes sociais, famosos e anônimos prestaram homenagem ao artista , incluindo ex-presidentes Dilma Roussef e Luís Inácio Lula da Silva. Em seus depoimentos, os políticos lembraram o papel-chave de Mamberti na fundação do Partido dos Trabalhadores, em 1980.

"A morte de Sérgio Mamberti priva o país de um dos maiores atores de nossa história e de um grande defensor da cultura brasileira. Mamberti lutou sempre pela democracia e se opôs decididamente à regressão política e cultural que atinge o Brasil desde o golpe de 2016. (...) Fundador do PT, foi a voz do partido em dezenas de vídeos. Foi um bravo militante do movimento Lula Livre. Tive o privilégio de tê-lo ao meu lado, atuando no Ministério da Cultura, e sentirei muita falta de sua força, criatividade e bom humor. Minha solidariedade à sua família", escreveu Dilma, em postagem realizada no Twitter.

Na mesma rede social, Lula prestou seus sentimentos. "Eu tive a honra de ter Sérgio Mamberti como amigo e companheiro em tantos momentos ao longo de décadas, e jamais o esquecerei. E sei que o Brasil também jamais o esquecerá. Meus sentimentos e solidariedade aos filhos, familiares, amigos, companheiros e admiradores de Sérgio", escreveu ele.

Além do seriado infanto-juvenil "Castelo "Rá-Tim-Bum", o ator também participou de produções da TV Globo, como “A diarista" e "Os normais”. Mais recentemente estava presente no elenco da série "3%", da Netflix. Nos palcos, Mamberti dirigiu peças importantes, incluindo a premiada "Um Panorama Visto da Ponte". No cinema, ele estreou em 1966 com a comédia “Nudista à força”, de Victor Lima. Depois, engatou sucessos como “O Bandido da Luz Vermelha” (1968), “Toda Nudez Será Castigada” (1973), “O Homem do Pau Brasil” (1980), “A Hora da Estrela” (1985), “A Dama do Cine Shangai” (1987), entre outros longas. 

O artista nasceu em 22 de abril de 1939, na cidade de Santos, litoral de São Paulo. Ao longo de seis décadas, dedicou-se à arte e à cultura brasileira por meio de diversas atividades. Foi ator, diretor, produtor, autor, artista plástico e ocupou vários cargos políticos no Ministério da Cultura. Sergio Mamberti deixa os filhos biológicos Duda, Carlos e Fabrício Mamberti, da união com Vivien Mahr, com quem foi casado entre 1964 e 1980; e também deixa Daniele, que adotou durante o relacionamento com Ednaldo Torquato, que morreu em 2019.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários