Marina e Sofia Liberato
Reprodução/Youtube
Marina e Sofia Liberato

As gêmeas Marina e Sofia Liberato foram emancipadas e decidiram abrir o jogo sobre a relação que tem com a tia Aparecida Liberato. A irmã do apresentador ficou responsável por administrar o espólio deixado pelo comunicador, morto em 2019 vítima de um acidente doméstico , e as jovens dizem que foram manipuladas pela numeróloga.

Em um vídeo gravado para o colunista Leo Dias, Marina e Sofia falam que Aparecida mentia para elas. As gêmeas falam que a tia inventou uma mentira para impedi-las de comprar um carro e dizem que os advogados contratados por Aparecida sempre esconderam a situação financeira para elas, mesmo quando elas pediam acesso a documentos e informações específicas.

Sofia cita como exemplo a vez em que queria comprar um Porsche aos 17 anos, pois nos Estados Unidos as pessoas podem dirigir a partir dos 16 anos. Ela fala que Aparecida respondeu que a promotora negou a compra por ser "muito luxo para uma criança". A jovem fala que achou estranho, mas decidiu não contrariar a irmã do pai.

"Tem vários fatos que provam que a minha tia estava mentindo para a gente. Quando a gente pedia documentos para eles [advogados de Aparecida] nunca mandavam ou mentiam sobre esses documentos", completa Marina. Ela exemplifica essa acusação com a vez em que pediu para saber quanto dinheiro a família possui em uma conta bancária no Brasil e fala que nunca obteve resposta da advogada. "É assim que eles agem, sem comunicação e inventam coisas', diz.

As irmãs são representadas pelos mesmos advogados que trabalhavam com Gugu, mas reclamam dessa escolha. "A gente não se sente representada por eles no processo, nenhum pouco. Eles não agem de acordo com a nossa vontade", fala Marina.

Manipulação

As gêmeas negam ter sofrido manipulação da mãe, a médica Rose Miriam Di Matteo. Elas falam que decidiram por conta própria pedir a emancipação e que não foram pressionadas por ninguém para fazer isso.

Você viu?

"Foi a minha tia que tentou manipular a gente e que está manipulando o nosso irmão. Temos provas disso, um exemplo é que o João ganha mais que a gente por mês e isso é totalmente injusto. Falando em dinheiro, a gente ganhava 500 dólares por mês e já achou que estava ganhando pouco. É injustiça, um absurdo, a nossa avó ganhar R$ 163 mil por mês e a gente só ganhar 500 dólares", diz Marina.

Sofia completa que pediu há alguns meses um aumento do dinheiro que recebe mensalmente para 2 mil dólares, mas diz que Aparecida Liberato negou sem ao menos consultar um juiz para tomar essa decisão. A jovem ainda fala que ela e a irmã desejam uma auditoria para saberem a verdade sobre as finanças da família.

"Tem provas de que nossa tia e nossos advogados estão mentindo para a gente e não podemos fazer nada", diz Marina. Ela fala que a irmã de Gugu assina documentos no nome dela e de Sofia sem comunicá-las.

União estável

Marina e Sofia também falaram sobre o desejo da mãe ter uma união estável reconhecida com Gugu. Rose Miriam e Gugu não tinha um relacionamento reconhecido pela Justiça, por isso a médica ficou de fora dos herdeiros do apresentador.

Elas falaram que tiveram uma reunião com os advogados para falar que a médica quer ter reconhecido esse direito e abre mão da herança que ganharia para receber apenas um valor mensal. As irmãs contam que os advogados se negam a entrar com um processo para reconhecer a união estável e falam que a médica foi apenas uma "barriga de aluguel".

Sobre o relacionamento com o irmão João Augusto Liberato, as gêmeas dizem que não gostariam de ter brigado com ele. Elas dizem que estão triste de vê-lo "sendo manipulado" e que tentaram conversar para ele aceitar que fosse reconhecida uma união estável entre os pais e que a mãe passasse a receber um valor mensalmente.

"Ela tendo união estável é bom para todos. Protege das pessoas roubarem a gente, da nossa ta roubar da gente. Protege o nosso patrimônio. Mas, infelizmente, o João só surtou quando eu falei que ela deveria ter união estável e por isso estamos em um desentendimento", conclui Marina.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários