Jamie Spears e Britney
Reprodução
Jamie Spears e Britney


Em resposta à petição judicial da filha, Britney Spears, Jamie Spears se defendeu das acusações que ele recebeu durante os 13 anos que teve a tutela da cantora. Em junho de 2021, Britney declarou que "estava cansada de ser explorada" e que vinha sendo drogada, forçada a atuar contra a sua vontade e impedida de ter filhos pelo próprio pai, seu tutor legal por mais de uma década até este ano.

Como consta no documento entregue à corte de Los Angeles, e em que ele oficializa a desistência de ser o tutor da filha, Jamie Spears afirma que guarda informações extremamente confidencias sobre a saúde mental de Britney Spears que mostram que os problemas da artista são piores do que o público pode imaginar, incluindo o vício.

Você viu?


As informações foram divulgadas pelo jornal britânico The Sun. De acordo com o tabloide, a advogada de Jamie, Vivien Thoreen, ressaltou que "se o público conhecesse todos os fatos da vida pessoal de Britney, não apenas seus altos, mas também seus baixos, todos os vícios e problemas de saúde mental com os quais ela tem lutado, e todos os desafios da tutela, eles elogiariam o Sr. Spears pelo trabalho que ele fez, e não o difamariam. Mas o público não conhece todos os fatos e não tem o direito de saber, então não haverá justiça pública para o senhor Spears".

A advogada ainda afirmou que quem administra os medicamentos da cantora é sua tutora pessoal, Jodi Montgomery. A acusação afirma que ela foi forçada a tomar lítio, um droga forte, nos últimos anos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários