Tarcísio Meira e Glória Menezes
Reprodução
Tarcísio Meira e Glória Menezes

Tarcísio Meira permanece intubado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Albert Einstein, com apoio de ventilação mecânica. O quadro de saúde do ator, de 85 anos, segue estável , como informou ao GLOBO, nesta segunda-feira (9/8), um de seus assistentes pessoais. A necessidade de hemodiálise, procedimento comum em casos graves da infecção por Covid-19, foi totalmente descartada pelos médicos.

Embora tenha apresentado significativa melhora — e já esteja conversando com a família —, Glória Menezes, de 86 anos, também segue internada, em quarto, no mesmo hospital onde se encontra o marido. Ainda não há previsão de alta para a atriz, comunicam os médicos.

No último domingo (8/8), em entrevista à colunista Patrícia Kogut, Tarcísio Filho falou sobre a condição de saúde dos pais. Ele afirmou que, "dentro do possível", ambos estão bem:

"O pai está estabilizado, está bem. Está respondendo bem. Eu fiquei feliz porque ele está respondendo bem aos procedimentos todos. Foi a notícia que eu tive. E a mãe está bem mesmo, ela está no quarto. Está com uma tossinha. Eles estão bem", ressaltou.

De acordo com Mocita Fagundes, mulher de Tarcísio Filho, único filho do casal, Tarcísio e Glória estavam isolados, durante toda a quarentena, num sítio no interior de São Paulo e, "num descuido", os dois se contaminaram com o coronavírus. Ambos já haviam recebido as duas doses da vacina contra a Covid-19.

Baluartes da TV

Um dos casais mais emblemáticos da história da TV brasileira, Tarcísio e Glória foram protagonistas da primeira novela diária do país, “2-5499 — Ocupado”, na Excelsior, em 1963. Em 1968, os dois inauguraram a faixa das 20h da Globo com “Sangue e areia”.

A carreira de Glória começou em 1959, num festival de teatro amador. No mesmo ano, estreou na TV em "Um lugar ao sol". Já Tarcísio iniciou o ofício no teatro em 1957 e migrou para a TV no mítico "Grande Teatro Tupi", um programa de teleteatro. Contracenou pela primeira vez com Glória Menezes em "Uma Pires Camargo", em 1961, de Geraldo Vietri.

A última novela de Glória foi "Totalmente demais", em 2015. A de Tarcísio foi "Orgulho e paixão", de 2018.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários