Péricles falou de racismo
Reprodução
Péricles falou de racismo


Péricles comentou sobre racismo e a desigualdade no Brasil. Durante entrevista para o 'Sai da Caixa', de Tiago Abravanel, ele comentou sobre como a música 'Olhos Coloridos', de Sandra de Sá, é tão atual mesmo sendo uma canção de 1995. 


"'Olhos Coloridos' nunca foi tão atual. Hoje ainda existem pessoas acreditando que a cor da pele define o caráter de uma pessoa e isso é tão antigo. Não digo antigo, é fora de moda e não poderia jamais nem ser comum e nem ser normal", disse. 

Você viu?

O cantor disse que o racismo não pode ser aceito e que só a educação pode mudar a situação. "Uma música como "Olhos Coloridos", eu não gostaria que fosse tão atual. Queria que fosse um clássico e que a gente lembrasse: 'Você lembra daqueles tempos, quando a pessoa olhava para a cor da pele, para o valor no bolso'. Acho que isso ainda vai acontecer e a ferramenta é a educação", disse. 

Durante a entrevista, Péricles disse que a falta de educação é perigosa não só para o racismo e que mesmo sendo um cantor famoso, não fica contente de ver outros como ele sofrerem racismo. 

"Se não está bom para um, não está bom para todo mundo. Eu sinto isso! Tem que estar bom para todo mundo, todos têm que ter as mesmas condições", disse. 

"Quando todos não têm as mesmas condições é perigoso. O ser humano é imprevisível, se ele não tem as condições, arruma. Então todos têm que ter as condições de crescer e ser cidadãos", comentou. 

Péricles concluiu dizendo que existem alguns tipos de pessoas: as que são desprovidas de condições e se esforçam para mudar essa realidade e outras que se não há condições, vai atrás para tomá-las, de todas as formas e isso pode ser perigoso na sociedade. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários