André Marques fala de
Reprodução/Instagram
André Marques fala de "No Limite" e de Tom Veiga

André Marques  era um dos melhores amigos de Tom Veiga e foi uma das primeiras pessoas a encontrar o corpo do intérprete do Louro José. Em entrevista à colunista Patrícia Kogut, o apresentador fala da falta que está sentindo do amigo e reforça que o importante é seguir em frente, mesmo com toda a tristeza e sofrimento.

"Penso nele todo dia. A gente tenta tirar lição de todas as coisas que acontecem. Mas a perda do Tom foi muito complicada. Ele estava do meu lado. Era um dos meus melhores amigos. A dor é inevitável, o sofrimento é opcional. Então, tenho levado a vida. Tenho que trabalhar, algumas pessoas dependem de mim. O tempo vai curar. Ficam a saudade, a lembrança", diz.

O global fala que a apresentação do "No Limite" será um dos projetos que o ajudará a tocar a vida. André diz que Tom estará torcendo por ele, assim como a cadela dele que morreu recentemente. "Apresentar o 'No limite', então, veio para me desafiar, me tirar da zona de conforto. Eu acho que, no mundo dos bichinhos, minha cadela está me ajudando. E lá do céu meu papagaio favorito também está olhando por nós", fala o apresentador.

No comando do reality show, André Marques pode ganhar uma bolada dependendo das cotas de propaganda que forem vendidas. "Sendo bem sincero, a gente trabalha para ganhar dinheiro, e as contas não param de chegar. Mas, quando recebi o convite, não fiquei preocupado porque tem um monte de merchandising. Fiquei feliz com o desafio. Hoje faço alguns programas na casa além dele: 'É de casa', 'The voice+'... Em abril fiz 27 anos de Globo. Então, dinheiro é consequência do trabalho", comenta.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários