Belo foi preso na última quarta-feira (17)
Reprodução
Belo foi preso na última quarta-feira (17)








Você viu?




O cantor Belo, preso na última quarta-feira (17) , se recusou a oferecer a senha de seu telefone celular para investigadores da Delegacia de Combate às Drogas (Dcod). Ele é investigado após a realização de um show em uma escola estadual no Rio de Janeiro, que causou aglomerações. Na última quinta-feira (18), o desembargador responsável pela investigação aceitou o pedido de habeas corpus .


Em depoimento, Belo afirmou que se recusou a dar a senha de seu smartphone devido a orientações de seu time jurídico. De acordo com o jornal Extra, os advogados do cantor haviam solicitado a troca da senha do celular do cantor, que era a mesma de suas contas bancárias e cartões. No entanto, os investigadores recusaram o pedido.

Mesmo assim, os investigadores podem ter acesso às informações no celular de Belo por meio de ferramentas próprias porque a corporação tem autorização do mandado de busca e apreensão emitido. Foram confiscadas todas as possíveis provas de envolvimento com crime.

No cofre de sua casa no Rio de Janeiro, localizada na Barra da Tijuca, foram apreendidos celulares, computadores, munições, armas de fogo e cédulas de R$39 mil; além de US$1,1 mil e €3,6 mil.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários