Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga Nego do Borel após acusações de Swellen Sauer
Reprodução/TV Globo
Polícia Civil do Rio de Janeiro investiga Nego do Borel após acusações de Swellen Sauer

Após Duda Reis  dizer que foi violentada de diferentes formas por Nego do Borel, Swellen Sauer, com quem o funkeiro teve um relacionamento em 2013, também veio a público e acusou o cantor de agressão . A internacionalista falou que levou um soco na costela do funkeiro e que ele tentou enforcá-la com um cabo de celular. Após essas acusações, a Polícia Civil do Rio de Janeiro abriu um inquérito para investigar o artista.

A delegada Sandra Maria Pinheiro Ornellas, diretora do Departamento Geral de Polícia de Atendimento à Mulher do Rio, abriu a investigação na última sexta-feira (15) por injúria, lesão corporal e tentativa de feminicídio. "Abrimos esse inquérito com base nas declarações feitas na internet e estamos em contato com a Swellen e com a advogada da Maria Eduarda para que as duas deponham oficialmente no Rio de Janeiro", disse a delgada em entrevista ao Uol.

Ornellas explicou que a Polícia Civil do Rio de Janeiro está em contato com a de São Paulo para investigarem o caso em conjunto. A delegada pediu o encaminhamento dos depoimentos realizados em São Paulo para a capital fluminense, para que os casos que supostamente ocorreram no estado sejam investigados lá.

"A Maria Eduarda fez o registro em São Paulo de fatos que ocorreram no Rio. Então, estamos fazendo uma parceria para que a delegada encaminhe para o Rio a cópia dos depoimentos. Os fatos narrados em 2018, 2019 e 2020 no Rio devem ser apurados por aqui e os cometidos em São Paulo apurados por lá. Isso é fácil de resolver, basta uma cópia dos depoimentos", explica a delegada.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários