Rafael Ilha
Divulgação/Record TV
Rafael Ilha


Um inquérito foi aberto nesta quinta-feira (03) pela Delegacia Seccional de Sorocaba (SP) para investigar uma denúncia de Jaqueline Coutinho (PSL), prefeita de cidade do interior de São Paulo, contra Rafael Ilha, que fez parte do grupo Polegar. O artista teria proferido diversos xingamentos a ela nas redes sociais.

Segundo informações do G1 , a Polícia Civil disse que o caso é investigado como calúnia, difamação e injúria. As partes envolvidas devem ser intimadas pelo delegado já na próxima semana para que darem suas versões do caso.

Jaqueline apresentou cópias das publicações feitas por Ilha no Facebook durante o período eleitoral, quando ela concorria à reeleição à Prefeitura de Sorocaba, mas perdeu para o atual vereador Rodrigo Manga (Republicanos). O candidato, eleito no último domingo (29), foi apoiado por Rafael Ilha .

Segundo a Jaqueline, o ex-cantor usou "linguagem vulgar, desrespeitosa e agressiva". Ainda de acordo com a denúncia, Ilha "fez uma série acusações à prefeita e sua equipe de trabalho, injuriando e caluniando, tentando desmerecer e desqualificar a imagem de Jaqueline Coutinho".

Rafael Ilha utilizou os termos " Jakretina ", "safada de marca maior", "pilantra", "escrota" e "lixo" para se referir à prefeita. O G1  informou também que Rafael Ilha disse não ter sido notificado oficialmente sobre a investigação.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários