Este ano, Antonio Fagundes  não renovou o contrato com a Globo após 44 anos de parceria. Em entrevista à revista Veja, o ator comentou a mudança no modo como a emissora faz contratações. O canal de televisão decidiu que não vai ter mais contratos a longo prazo, mas vai fechar negociações por obra com os artistas. 

Antonio Fagundes
Reprodução/Globo
Antonio Fagundes fala das demissões na Globo

"A TV Globo está se desfazendo de seu patrimônio e arriscando sua história. Comparando, é como se um museu que durante décadas expôs a Monalisa de repente resolvesse se desfazer justamente dela. Pode ser bom, do ponto de vista administrativo e financeiro, mas corre-se um grande risco. A Globo não é uma fábrica de sapatos, trabalha com arte, emoção e fidelidade. Durante cinquenta anos, o público assistiu a essas pessoas nessa emissora e tem um carinho especial por elas. É como se a empresa propusesse esquecer todo o passado e começar o futuro. Pode dar certo, mas também pode não dar", analisa Antonio Fagundes. 

O ator também disse que imaginava que a demissão pudesse chegar em um momento para ele. O artista conta que logo quando começou a trabalhar na emissora optou por ter contratos por obra, mas depois decidiu fechar um de longo prazo, até a Globo mudar a forma como trabalha. "Entendo que não é específico comigo, que não fui mandado embora porque não sirvo mais. Até porque já estão querendo me contratar para o remake da novela Pantanal, no ano que vem. Mesmo assim, escuto muito: 'você deu 44 anos da sua vida para eles'. Não, não dei nada para ninguém. Foi uma troca", fala. 

Fora da Globo, Fagundes diz que outras emissoras já começaram a sondá-lo. O ator disse que tem outros canais de televisão interessados em trabalhar com ele e também serviços de streaming. Ele ainda revelou que tem planos de fazer cinema e produzir longa-metragens, por isso pode aceitar alguma das propostas que estão sendo feitas.

    Veja Também

      Mostrar mais