O cantor Wesley Safadão pode ter que desembolsar uma grana alta para o tio Emanuel Hélio Eduardo de Oliveira. O familiar entrou com um processo contra o artista em 2011 e no fim de agosto essa disputa judicial pode chegar ao fim. O motivo da ação é que o tio alega que a mãe de Safadão, Dona Bill, descumpriu um acordo sobre os lucros dos shows do grupo Garota Safada feito em 2003.

Wesley Safadão
Reprodução/Instagram
Wesley Safadão


Segundo Emanuel Hélio, foi acordado que a cada dois meses ele teria direito dos lucros de alguns shows feitos aos sábados pelo Garota Safada, grupo do qual Wesley Safadão já fez parte e hoje seria sócio. Com o possível descumprimento do acordo, o valor devido foi sendo acumulado.  

Em entrevista ao colunista Leo Dias, o advogado tio de Wesley Safadão, Pedro Brandão Neto, disse o seguinte: “Do mês do descumprimento do contrato para os dias de hoje são aproximadamente 70 (datas/show), ou seja, se a banda for tocar três vezes na mesma data todo o cachê será para o tio. A última contabilidade que o tio de Safadão me informou já estava em R$ 40 milhões”.


Pedro ainda contou que Dona Bill chegou a oferecer R$ 500 mil para o seu cliente, mas esse valor “equivale a aproximadamente 1% do contabilizado”. O advogado achou a proposta uma falta de respeito, uma vez que o cantor é milionário.

Ainda de acordo com o advogado uma das provas de que o tio não está mentindo é que ele foi citado por Wesley Safadão em uma participação no “Domingão do Faustão”, em 2018. A ação deve ser julgada no próximo dia 21 de agosto na 34ª Vara Cível da comarca de Fortaleza, no Ceará. A assessoria de imprensa do cantor disse que ele não irá se manifestar.

    Veja Também

      Mostrar mais