Na noite da última terça-feira (28), Bruno Gagliasso atualizou sua conta do Twitter para critiar a declaração do presidente Jair Bolsonaro sobre o fato de o Brasil ter ultrapassado o Brasil em número de mortos por Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (Sars-coV-2). "E daí? Sou Messias, mas não faço milagre", disse o mandatário à ocasião.

Leia também: Tom Hanks diz que sua mulher passou mal em tratamento com cloroquina

Bruno Gagliasso
Divulgação
Bruno Gagliasso

Leia também: Após reclamar de ter que ir à CNN, comentarista é diagnosticado com Covid-19

"As pessoas que repetem as narrativas de Whatsapp em defesa desse projeto de poder acham que a gente não tem amigos arrependidos em grupos bolsonaristas? Acham que eles não mostram os novos argumentos? Só bobo cai. Só bobo repete. Mudem as palavras para não parecerem papagaio", iniciou Bruno Gagliasso em seu perfil no Twitter.

Leia também: Recuperado da Covid-19, âncora da CNN dispara: "tenho anticorpos"

"Toda solidariedade às pessoas doentes, aos que perderam parentes e amigos [para a Covid-19 ], aos profissionais da linha de frente. Nós que podemos, devemos ficar em casa, empresários conscientes devem ser criativos para home office quando possível. Vamos fazer a nossa parte", finalizou  Bruno Gagliasso sobre o discurso de Bolsonaro , mostrando compaixão pelas pessoas que foram afetadas pelo novo coronavírus. 




    Veja Também

      Mostrar mais