Na noite da última quarta-feira (22), a atriz Isis de Oliveira, sucesso em novelas dos anos 80 como "Roque Santeiro" e "Que Rei Sou Eu?", denunciou o marido por agressão. A irmã de Luma Oliveira tinha uma relação conturbada há seis anos com o egípcio Hazem Roshdi, de 35 anos.

Leia também: Polícia aparece na casa de Dado Dolabella após suspeita de agressão

Isis de Oliveira arrow-options
Reprodução/Instagram
Isis de Olievria


A atriz contou em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo que estava sendo ameaçada e xingada. Isis de Oliveira disse que o marido estava irritado com as medidas de isolamento social e começou a agredi-la por conta disso.

"Ele queria R$ 10 mil para ficar em algum lugar e depois voltar para o Egito. Eu falei: 'Não tenho esse dinheiro'. Aí ele foi ficando com raiva, chutou o ventilador, chutou o meu computador, dizia que ia quebrar a televisão. O mínimo que ele me chamava era put*, sua mulher de merda, e o lixo é mais limpo que você". 

Leia também: Após agressão, Glamour Garcia vai à delegacia e o expõe suposto motivo de briga

Isis conta que duas semanas antes da denúncia ela já havia sido vítima de agressões . A atriz fala que foi derrubada da cama e Roshdi foi para cima dela com um travesseiro. Após esse episódio, ela conversou com uma amiga que a aconselhou a procurar Luíza Brunet , que também sofreu agressão doméstica, quando tinha um relacionamento com o empresário Lírio Parisotto.

Foi isso mesmo que a atriz fez, ele conversou co Luíza e as duas fizeram um combinado. "Ela falou que era uma situação perigosa e disse: 'Se acontecer outra coisa, a gente não pode telefonar, a gente não pode falar, tem que ser escondido. Você só vai mandar para mim a mensagem SOS", contou Isis.

Denúncia

Na quarta-feira, Isis seguiu o combinado que fez com Luíza Brunet. Por volta das 20 horas, a polícia foi à casa da atriz. "Quando tocou a campainha, e eram os policiais, eu abri, sai do apartamento e falei: 'Pelo amor de Deus me ajuda, ele está dizendo que vai queimar a casa", relembra chorando. 

Eles seguiram em viaturas separadas para o 12º Distrito Policial, em Copacabana. A polícia informou que o caso ainda está sendo investigado, mas uma medida restritiva que Isis tinha contra o marido foi reestabelecida. 

Roshdi é um reincidente na agressão. Em 2017, ele havia a empurrado no chão, tentou esganá-la e Isis machucou o rosto. "Eu não gritei, não fiz nada. Não sei o que aconteceu na cabeça dele, que ele parou, foi pegar gelo e colocou no meu olho". Depois do ocorrido, a atriz denunciou o marido e conseguiu a medida preventiva.

Leia também: Agressão? Léo Áquilla surge com olho roxo e deixa seguidores preocupados

Ele voltou para o Egito , mas após um tempo retornou ao Brasil e disse para Isis que era um homem mudado. "Ele ficou falando que não sabia viver sem mim, aquela história que a gente cai... Infelizmente eu caí, esse foi meu erro", conta Isis. Ano passado a artista pediu para a medida de ser revogada e eles estavam juntos desde então.

O egípcio costumava ir e voltar do país africano constantemente. A última vez que ele retornou a terras brasileiras foi no começo de janeiro. Com as medidas de isolamento ele começou a ficar irritado e agressivo. Além disso, a atriz também conta que pelo menso por quatro vezes acordou durante a noite com ele socando as costas dela.

"Estou muito nervosa, com medo, mas tem um lugar em mim que está em paz, porque a sensação, por um lado, é que eu me livrei de um perigo. Ao mesmo tempo, não me sinto tão segura como deveria me sentir, mesmo dentro de casa", conclui Isis de Oliveira .

    Veja Também

      Mostrar mais