Gizelly Bicalho contou em uma live com Lexa que recebeu o convite para assumir o cargo nacional em uma associação de advogados criminalistas do qual ela já tem uma posição estadual, mas a instituição negou qualquer promoção para a ex-participante do " BBB 20 ".

Leia também: Perfil de Babu chama Thelma de "mucama de fada sensata" e web critica

Gizelly Bicalho arrow-options
Reprodução/TV Globo
Gizelly Bicalho


"Quando eu saí o presidente [da associação] no Espírito Santo mandou uma mensagem falando: 'Estou torcendo por você. Se você sair o cargo continua sendo seu'. Hoje ele me ligou e falou assim: 'Tenho uma novidade. Você não vai ser mais presidente estadual, vai ser a nacional'. Criaram uma comissão da Jovem Advocacia Criminal e eu sou a presidente nacional", contou Gizelly na live com Lexa.

Leia também: Rato do "BBB 20" tem mais seguidores que Hadson e até nome

Logo depois, a associação disse que a afirmação da advogada criminalista não era verdade e desmentiu em nota oficial publicada no perfil oficial. "A ABRACRIM - Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas, tendo em vista a grave disseminação de notícias inverídicas, vem a público esclarecer que a advogada Gizelly Bicalho, ex-participante do reality show "Big Brother Brasil", é associada de nossa entidade, porém não ocupa qualquer cargo diretivo nacional."

Leia também: "BBB 20": indiferença de Babu com Manu ao ver Dua Lipa gera críticas: "Escroto"

Após a publicação da entidade, Gizelly comentou que perdeu o cargo por ter se antecipado em divulgá-lo. "Na animação e na empolgação pelo convite, me antecipei e divulguei essa informação antes que fosse publicada a portaria de nomeação. Infelizmente, quando falei no meu discurso no primeiro paredão do receio de perder minha carreira, estava também falando de questões que a alta exposição traz, incluindo, muitas vezes, disputas internas entre os colegas de profissão", explicou.

    Veja Também

      Mostrar mais