Mulher Rennan da Penha arrow-options
Reprodução Instagram
Caso de racismo em agência bancária está sendo investigado pela polícia

A Polícia Civil informou, na noite desta sexa-feira (31), que a identidade apresentada por Lorenna Vieira, mulher do DJ Rennan da Penha , é falsa e que a digital encontrada no documento não pertence à jovem. A versão difere de outra nota divulgada no início da tarde, onde a instituição afirma que agentes da 22ª DP (Penha) tinham constatado que o documento de identidade pertencia à Lorenna. As informações são do jornal O Dia .

Leia também: Filho de Gugu fez B.O. contra a mãe após ser enganado por ela

Na quinta-feira (30), ela publicou vídeos no Instagram e escreveu no Twitter que foi levada à unidade logo depois de tentar fazer uma movimentação financeira em uma agência do banco Itaú, na Penha, Zona Norte do Rio. Segundo ela, funcionários desconfiaram da foto de sua identidade e acionaram a polícia alegando fraude.

De acordo com informações da 22ª DP (Penha), foi instaurado um inquérito policial para apurar a denúncia da jovem sobre crime de racismo que teria ocorrido na agência bancária. Ainda segundo a unidade, está sendo apurado também se houve uso de documento falso por ela, o que teria motivado o acionamento de uma equipe da Polícia Civil.

O delegado Fabrício Oliveira disse que, em consultas preliminares, os dados de nome, filiação, data de nascimento e numeração da identidade apresentada pela jovem batiam com os dados do sistema. No entanto, segundo ele, após resultado de laudos periciais, foi constatado "que o documento era falso e que a digital encontrada na cédula não pertence a jovem".

A nota ainda diz que "informações colhidas junto ao DETRAN confirmaram que a cédula de identidade não foi emitida oficialmente pelo órgão e a fotografia existente no documento questionado não corresponde à existente nos bancos de dados oficiais. As investigações da Polícia Civil prosseguem e a delegacia aguarda o resultado de outras pesquisas e perícias solicitadas e realizará novas oitavas de testemunhas nos próximos dias".

"Ela foi ouvida de maneira detalhada, apresentou a versão dela, a testemunha foi ouvida também. A gente espera ouvir nos próximos dias outras pessoas, como os policiais que atuaram na diligência e funcionários do banco, para conseguir elucidar a investigação", finalizou Fabrício.

Leia também: Rosana, do hit 'Como uma Deusa', se irrita com som de show e abandona o palco

Após a divulgação da nota, Lorenna usou o twitter para contestar a informação. "O erro não é meu!!!! Pelo amor de Deus! Como falam algo assim sem provar?????????? Sem provas???? Sem noção???????? ONTEM assim que sai da delegacia RASGUEI pq o policial disse pra eu rasgar e fazer OUTRO COM MEU CABELO NATURAL", disse a jovem.

    Veja Também

      Mostrar mais