Desde que o príncipe Harry anunciou que ele e a esposa, Meghan Markle, renunciariam dos benefícios e funções reais, a rainha Elizabeth II se manteve calada. Os tabloides britânicos especularam que a matriarca da família real não tinha gostado nada da decisão do neto e, após uma reunião com os príncipes Harry, William e Charles nesta segunda-feira (13), ela resolveu falar do assunto.

Leia também: Rainha Elizabeth convoca reunião familiar para falar sobre crise na família real

Rainha Elizabeth II disse que gostaria que príncipe Harry continuasse ativo na família real
Divulgação/Família Real/ Twitter
Rainha Elizabeth II disse que gostaria que príncipe Harry continuasse ativo na família real


Leia também: Príncipe Harry e Meghan estão recebendo conselhos de Obama e esposa

Você viu?

Em um comunicado oficial, a rainha Elizabeth II disse o seguinte: “Hoje minha família teve uma conversa construtiva sobre o futuro de meu neto e de sua família. Minha família apoia completamente o desejo de Harry e Meghan de criar uma nova vida. Apesar de que nós preferiríamos que eles permanecessem como membros ativos da família real, respeitamos e entendemos o desejo que eles manifestaram de uma vida independente, enquanto continuam sendo parte valiosa da família”.

Em outro trecho do comunicado, foi enfatizado que Harry e Meghan não querem mais depender de fundos públicos. “Concordamos que haverá um período de transição, em que os Sussexes passarão um tempo no Canadá e outro no Reino Unido. Assuntos complexos de famílias precisam ser resolvidos, e há muito o que se fazer, mas eu pedi que as decisões finais sejam tomadas nos próximos dias.”

Leia também: Após renúncia, príncipe Charles ameaça cortar "mesada" de Harry

Aproveitando o gancho, os irmãos William e Harry também divulgaram uma nota dizendo que eles não estão brigados ou estremecidos por conta desse assunto.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários