"Se perder de novo pode pedir música no 'Fantástico'". Foi com tom de ironia que Gregório Duvivier comemorou a segunda vitória na Justiça contra o empresário Luciano Hang, conhecido por ser proprietário da Havan e apoiador de Jair Bolsonaro. 

Leia também: Humorista ironiza fala de Temer na TV: "No próximo tem Moro pedindo Lula Livre"

Gregório Duvivier e Luciano Hang
Divulgação
Gregório Duvivier e Luciano Hang

Segundo o colunista Lauro Jardim, Luciano Hang entrou com um processo contra Gregório Duvivier por conta de um tuíte em que o ator declarou: "Tô tisti alguém mata o 'véio da Havan' (sic)".

Leia também: Em "A Vida Invisível", Gregório Duvivier usa dublê de corpo para cena de nudez

Você viu?

Para o empresário, além de injúria, a publicação do ator contempla incitação ao homicídio. Todavia, em decisão de agosto, a juíza Maria Tereza Donatti não aceitou o pedido de Hang.

"O que temos é a irresignação de um cidadão diante de uma piada formulada por um humorista, nada além disso". À época, o empresário recorreu.

Em continuação do caso, na última segunda-feira (16), os desembargadores da Primeira Turma Recursal Criminal do Tribunal de Justiça do Rio negaram, mais uma vez, o pedido.

Leia também: Gregório Duvivier volta ao ar na HBO sem poupar governo: "Encarnação da piada"

Segundo o colunista Lauro Jardim, o que pesou no processo contra Gregório Duvivier foi o fato de o empresário ter assumido o apelido de " véio da Havan " publicamente há dois meses.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários