Tamanho do texto

Em seu perfil nas redes sociais, o ator e humorista se vangloriou; apesar de Luciano Hang ter sido derrotado pela segunda vez, ação ainda cabe recurso

"Se perder de novo pode pedir música no 'Fantástico'". Foi com tom de ironia que Gregório Duvivier comemorou a segunda vitória na Justiça contra o empresário Luciano Hang, conhecido por ser proprietário da Havan e apoiador de Jair Bolsonaro. 

Leia também: Humorista ironiza fala de Temer na TV: "No próximo tem Moro pedindo Lula Livre"

Gregório Duvivier e Luciano Hang arrow-options
Divulgação
Gregório Duvivier e Luciano Hang

Segundo o colunista Lauro Jardim, Luciano Hang entrou com um processo contra Gregório Duvivier por conta de um tuíte em que o ator declarou: "Tô tisti alguém mata o 'véio da Havan' (sic)".

Leia também: Em "A Vida Invisível", Gregório Duvivier usa dublê de corpo para cena de nudez

Para o empresário, além de injúria, a publicação do ator contempla incitação ao homicídio. Todavia, em decisão de agosto, a juíza Maria Tereza Donatti não aceitou o pedido de Hang.

"O que temos é a irresignação de um cidadão diante de uma piada formulada por um humorista, nada além disso". À época, o empresário recorreu.

Em continuação do caso, na última segunda-feira (16), os desembargadores da Primeira Turma Recursal Criminal do Tribunal de Justiça do Rio negaram, mais uma vez, o pedido.

Leia também: Gregório Duvivier volta ao ar na HBO sem poupar governo: "Encarnação da piada"

Segundo o colunista Lauro Jardim, o que pesou no processo contra Gregório Duvivier foi o fato de o empresário ter assumido o apelido de " véio da Havan " publicamente há dois meses.