Tamanho do texto

Durante o quadro "Jogo dos Pontinhos", apresentador falou sobre as acusações com sua filha, Patrícia Abravanel, que o defendeu

Na última semana, Silvio Santos foi alvo de polêmicas ao favorecer uma candidata branca em um quadro musical de seu programa. Após o imbróglio, durante a edição do último domingo (15), o proprietário do SBT ironizou as acusações de racismo e negou ser homofóbico, outra acusação frequente dos internautas contra ele.

Leia também: Silvio Santos surge em festa do SBT e faz discurso emocionante

Silvio Santos arrow-options
Divulgação
Silvio Santos

"Disseram aí na internet que eu não quis que uma cantora cantasse porque ela é negra. Então, eu sou homo... homossexual ainda não. [Dizem] que eu sou homofóbico!", iniciou Silvio Santos .

Leia também: Silvio Santos completa 89 anos e polêmicas são destaque; confira

" Racismo . Falam que você é misógino, que é uma palavra que eles nem sabem o que é", completou Patrícia Abravanel, que acrescentou. "Posso falar? Eu assisti e não achei nada demais. Ele sempre escolhe quem ele gosta mais. Ele pede para o pessoal votar, mas a decisão é de quem? Dele! Então, não é porque ela é negra".

Leia também: Deputado entra com representação contra Silvio Santos por racismo

Após a repercussão do caso nas redes, Jennyfer Oliver, a mulher negra que perdeu o grande prêmio, alegou que não processaria Silvio Santos  nem o SBT . "Não vai adiantar processar e ir atrás de direitos, porque aí eu vou ser prejudicada, nunca mais vou participar de emissora nenhuma".