Tamanho do texto

Ex-Panicat também falou sobre sentir atração por mulher e sobre a carreira

IstoÉ

Conhecida do público brasileiro por ter trabalhado como Panicat no programa ‘Pânico’ e também por ser uma verdadeira musa fitness, Juju Salimeni está prestes a se aventurar como apresentadora no canal  E! Entertainment Brasil . Antes disso, no entanto, ela concedeu entrevista ao colunista Leo Dias, do UOL , e falou sobre diversos assuntos, como religião, bissexualidade, o reality show que apresentará, claro, entre outros.

Leia também: Fora do carnaval, Gracyanne Barbosa revive briga com Juju Salimeni

Juju Salimeni arrow-options
Reprodução/Instagram
Juju Salimeni falou da vida pessoal e do preconceito com sua religião


Questionada sobre falar pouco de sua religião , Juju revelou que há muito preconceito em cima dela. “Sim, gigantesco (sobre o preconceito). Na verdade, no fundo todo mundo tem curiosidade sobre umbanda e candomblé, tem interesse, mas infelizmente a ignorância no Brasil ainda é muito grande, muita gente leva para o caminho ruim, para a imagem ruim. É difícil você desmistificar, então nunca falei, prefiro não falar sempre, mas nunca nego. Sou filha de orixá, eu sou feliz assim. Acho que hoje tem muitas artistas que estão falando sobre isso: a Anitta, Ivete… e isso eu acho muito legal”, afirmou.

Leia também: Em meio a polêmicas, Juju Salimeni desabafa: "Nenhuma crise é eterna"

“Na fase complicada pela qual passei foi essencial. Deus está em todas as religiões, Deus está em todos os corações bons, em todo mundo que quer fazer o bem e não importa qual é a religião. Eu sou desse pensamento e, através da minha religião, Deus me salvou”, completou.

Na sequência, a modelo confessou que esse julgamento a respeito da religião é o que a deixa mais chateada. “As pessoas falam que fazem trabalho para o mal, coisa ruim. Muita gente pensa que é do mal”, disse.

Juju Salimeni arrow-options
Reprodução/Instagram/@jujusalimeni
Juju Salimeni está prestes a estrear um novo programa

Na sequência da entrevista, Juju fala sobre bissexualidade, dizendo ter atração por mulher, mas ressaltando que é hétero: “Sinto atração por mulheres sim, mas no sentido de admiração! Sei admitir e olhar para uma mulher e reconhecer que ela é linda. Na minha opinião, mulher é muito mais bonita do que homem, mulher tem uma beleza diferente”.

“O corpo da mulher é muito mais maravilhoso. Mulher coloca uma roupa diferente por dia, homem está sempre igual: calça, camiseta e tênis. Mulher é uma beleza milhões de vezes melhor, mas não, eu não sou bissexual , sou hétero! Gente, nada contra, jamais, imagina, até porque se eu fosse teria mais opções”, completou.

Por fim, Juju também falou sobre o reality show que apresentará no canal E! . O nome da atração será ‘Juju Boot Camp’ e é destinado apenas a mulheres. No bate-papo com Leo Dias, ela falou um pouco mais sobre como será.

“O “Juju Boot Camp” era um sonho meu, um projeto que eu já tinha em mente há muitos anos, porque eu queria fazer um reality para mulheres. É uma competição entre mulheres, meio militar, que não tem como objetivo qual é a mais bonita, qual é o corpo melhor e, sim, aquela que vai conseguir passar pelos desafios tanto físicos quanto psicológicos. É uma coisa bem dura, bem difícil e eu até fiquei com dó das meninas!”, contou.

Leia também: Juju Salimeni e marido brigam feio durante estadia em Orlando, nos EUA

“Além disso, as meninas que participaram têm perfis completamente diferentes: todas as idades, morena, loira, ruiva, magra, mais gordinha, mais cheinha, de todos os lugares do Brasil, então não precisa ser um exemplo de corpo sarado ou só fazer musculação, mas todas ali têm uma noção de treino”, finalizou.