Renato Aragão
Divulgação
Renato Aragão se manifesta sobre documentário

Renato Aragão não gostou nada de ser colocado como "vilão" na série documental "Trapalhadas Sem Fim", do diretor Rafael Spaca e sem data de estreia até o momento. Segundo o ator de 84 anos, o projeto dá a entender que ele levou vantagem em cima dos ex-colegas de programa: Dedé Santana, Mussum e Zacarias. 

Em entrevista ao Notícas na TV , o eterno Didi lamenta: "Não é verdade que eu tenha levado vantagem em cima dos meus companheiros. Tinhamos uma relação comercial, mas éramos muito amigos". 

Leia mais: Artistas boicotam documentário sobre 'Os Trapalhões'

Indignado, Aragão fez questão de explicar como funcionava a divisão dos lucros entre ele e os ex-companheiros: "Todos os projetos eram frutos de negociações contratuais. A RA Produções era a responsável pelo investimento, pela produção, pelo meu trabalho artístico e autoral, e pela contratação dos outros parceiros. No caso do Dedé, Mussum e Zacarias, a contratação era feita por meio da empresa deles, a Demuza."

Leia mais: Morte de Renato Aragão vira sucesso na internet

No artigo, ele também revela que não entende porque ex-companheiros e pessoas próximas  a ele participariam de um projeto que, em sua visão, procura manchar a visão de Os Trapalhões.  "Somos o grupo de comediantes de maior longevidade, aparecendo inclusive no Guinness Book (Livro dos Recordes). Nos orgulhamos de nossa história. Se houve alguma desavença, é porque somos humanos, e isso acontece a qualquer grupo, em qualquer tipo de relacionamento", explica. 

"Trapalhadas sem Fim" é uma série documental dividida em cinco episódios. O diretor Rafael Spaca está à espera de que uma emissora compre os direitos do projeto para exibição.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários