Tamanho do texto

Por ser filha de Xuxa Meneghel e Luciano Szafir, ela já nasceu sob os holofotes e conta que a mãe fez de tudo para evitar a exposição

Um bebê real, ainda que seja no reino dos “baixinhos”, não chega ao mundo despercebido. Há quase 21 anos, o parto de Sasha Meneghel foi televisionado. Um verdadeiro espetáculo, com direito a reportagem de quase 10 minutos no “Jornal Nacional”. “É bem estranho saber que pessoas que eu não conheço me viram nascer”, confessa a carioca.

Leia também: Sasha proíbe Beth Szafir, sua avó, de citar seu nome

Sasha
Reprodução/Instagram
Sasha fala que fama a intimidava

A exposição excessiva parecia um caminho inevitável, inerente à condição de ser filha da apresentadora Xuxa Meneghel e do ator Luciano Szafir. Mas, do seu jeitinho, Sasha construiu uma estrada paralela, com a privacidade que lhe era possível.

Deu certo por um tempo. Agora, ela é uma das apostas da Way Model, a agência que cuida dos interesses das tops Carol Trentini, Alessandra Ambrosio e Candice Swanepoel.

Leia também: Pai diz que namorado de Sasha "terá problemas" se ela não estiver bem

Há três anos, Sasha trocou o Rio de Janeiro por Nova York para estudar Moda na Parsons, prestigiada faculdade localizada em Manhattan. Seu sonho é ser estilista, mas não descarta uma carreira como diretora de arte.

A fama , ela confessa, costumava ser um bicho de sete cabeças. “Colocaram em mim esse rótulo de celebridade desde que nasci por ser filha da Xuxa e do Luciano. No começo, ficava bastante intimidada, não sabia como lidar com a situação. Minha atitude era fugir. Tentava não pensar nisso. Aquela, no entanto, era minha realidade, meu normal”, conta. 

Leia também: Beth Szafir polemiza ao curtir críticas à Sasha e Xuxa: "Não suporto"

Ela continua: “É claro que eu fazia comparações com a vida das minhas amigas, mas mamãe fez de um tudo para me deixar livre para eu não sentir o peso de ser uma pessoa pública, principalmente na infância”.

Sasha também revela outro medo que possuía: “Tive receio de ganhar vantagem por ser filha de quem sou. Por isso, criei meu espaço. Quero ter minhas próprias conquistas. Damos valor se corremos atrás do nosso sonho, independentemente de qual seja ele”.