Tamanho do texto

Anitta já não agrada sua base de fãs há algum tempo e importar problemas de seus amigos, como Nego do Borel, é a pior coisa que ela poderia fazer

Ao longo de alguns meses o nome de Anitta vem soando de forma negativa nas redes sociais. Envolvida em diversos burburinhos, a cantora está deixando de agradar boa parte do público, está se afundando na "lista do ranço" e tem sua expectativa de manter a boa fama frustrada. 

Leia também: Após defender Nego do Borel, Anitta sofre boicote nas redes sociais

Instagram com look inspirado em Mariah Carrey para ensaio do Bloco das Poderosas
Reprodução/Instagram
Instagram com look inspirado em Mariah Carrey para ensaio do Bloco das Poderosas

Desde o último domingo (20) a tag #AnittaIsOverParty ganhou o Twitter e está dividindo a opinião do público. O caso em questão se deu quando Anitta comandou o ensaio do Bloco das Poderosas, no Rio de Janeiro e recebeu no palco Nego do Borel , que foi alvo de vaias do público presente, que segundo relatos na web, era LGBTQI em sua grande maioria.

Leia também: Anitta defende Nego do Borel após polêmica: "Ele é uma pessoa ingênua"

Amiga do funkeiro, a cantora aproveitou o momento para o defender publicamente, mas nem assim as vaias foram cessadas e quem se deu mal foi ela mesma, já que há algum tempo Nego do Borel tem sido alvo de polêmicas envolvendo a comunidade LGBTQI e é apontado como homofobico e transfobico.  As opiniões com referência a atitude da carioca, que tem como grande parte dos fãs os  LGBTQI, se dividem entre uma grande maioria que a critica, e outros que a defendem. Veja algumas reações:

A intenção da cantora de ajudar o amigo foi, provavelmente, algo de instinto, além de uma forma de tentar melhorar sua imagem, no entanto, o fato pode enfraquecer ainda mais sua reputação com os fãs, já que há meses ela vem lutando para reconquistar o carinho e respeito do seu público, mas sem sucesso. 

A defesa da carioca não é novidade, pois assim que Borel começou a ser apontado por praticar pinkmoney em seu clipe de Me Solta , em julho de 2018, a cantora usou a rede social para declarar: "O Nego é uma pessoa ingênua que ainda precisa aprender muitas coisas. Eu não posso deixar de amá-lo por isso. O que posso fazer é instrui-lo sempre que eu ver algo que ache errado".

Na época, alguns até tentaram entender a pop e acreditar que Nego não voltaria a polemizar com as mesmas ações, mas recentemente ele se viu novamente no olho do furacão quando se referiu a Luísa Marilac, que é transgênero, como homem nas redes sociais. Chama-lo para palco é, para muitos, apoiar tais atitudes do funkeiro e consequentemente defende-lo, o que acaba se tornando um cúmulo para a grande maioria.

Não está fácil para Anitta

Anitta
Reprodução/ Instagram
Anitta

Tudo começou após a morte da vereadora do PSOL Marielle Franco, no dia 14 de março de 2018, no Rio de Janeiro, que foi morta a tiros dentro de um carro. Na ocasião, vários famosos se posicionaram sobre o ocorrido, logo, os fãs de "Anira" não ficaram para trás e cobraram da estrela uma mensagem. Ela se posicionou, mas muita gente não gostou da atitude apolítica dela: "Ninguém merece morrer".

Dias depois do ocorrido, quando a coisa já não estava das melhores e a fase de rainha lacradora já estava em queda, ela lançou o single Indecente , mas foi surpreendida por vários internautas que detonaram a música e o clipe.

Desde esses episódios ela ganhou a intolerância de muitos nas redes sociais e em maio de 2018 recebeu uma enxurrada de críticas ao tuitar: "Perda de tempo do dia: assistir 'Os Vingadores: Guerra Infinita'". 

Por outras vezes ela também teve suas atitudes questionadas e criticadas nas redes sociais. Uma das mais emblemáticas foi em setembro de 2018, quando as opiniões políticas tomaram conta do Brasil por causa das eleições no País. Na época, viram que a pop seguia um perfil pró Jair Bolsonaro, atual presidente conhecido por suas declarações polêmicas com referência às pessoas gays, o que gerou burburinho de que ela supostamente era apoiadora do então candidato.

Entre diversas declarações de que a carioca estaria supostamente "apoiando o fim da comunidade LGBTQI", ela perdeu inúmeros seguidores e logo tratou de se pronunciar, negando os apontamentos e declarando: " Apoiar a morte da comunidade LGBTQ+ seria apoiar minha morte", mas não foi o suficiente para muitos, que gostariam que ela tivesse aderido a campanha #ELENÃO, assim como fizeram outras personalidades públicas.

Leia também: Acabou o amor? A internet anda reprovando Anitta com mais frequência

Apesar de toda a popularidade e ser atualmente uma das maiores artistas do Brasil, tudo indica que  Anitta já passou da era amada, pois ao longo do tempo a coisa vem mudando de figura cada vez com mais força. Ao que parece, a carioca vai precisar de muito mais que sua voz e suas músicas para tentar reconquistar a fama de queridinha do público.

    Leia tudo sobre: Anitta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas