Tamanho do texto

Alter-ego criado por Donald Glover vai ser aposentado este ano, mas se despede em alta mesmo sem lançar nenhum álbum. Artista crava a 10ª posição na lista das personalidades de 2018 do iG Gente

Donald Glover se mostrou, ao longo dos últimos anos, um dos artistas mais inventivos dos EUA. Atacando em diversas frentes, ele se destacou na televisão, no cinema e na música. Descrito constantemente como um artista completo, ele criou um alter ego para sua persona musical, Childish Gambino, que por si só se tornou uma figura celebrada.

Childish Gambino lançou
Divulgação
Childish Gambino lançou "This Is America" e se prepara para encerrar sua jornada em grande estilo

Considerando seus feitos no ano, Childish Gambino se tornou a 10ª personalidade do iG Gente e nessa retrospectiva 2018 vamos rever os momentos memoráveis da carreira do rapper, além do anuncio de sua aposentadoria.

Leia também: Dez clipes musicais que marcaram 2018 com muita polêmica

Em 2011 ele lançou seu primeiro disco, “Camp”, mas foi no segundo, “Because the Internet” que ganhou reconhecimento internacional em 2013. Em 2016 Gambino lançou sua principal obra até então: “Awaken, My Love!”, que entrou em todas as listas possíveis de melhores do ano e foi indicado ao Grammy.

Donald Glover em cena de
Reprodução
Donald Glover em cena de "This is America"

No final de 2017, Donald Glover anunciou que seu próximo projeto como Gambino seria o último: “eu gosto de finais, acho que eles são importantes para o progresso”, disse em janeiro durante uma entrevista. Mas Glover é cuidadoso e não faz nada à toa. Ele mudou de gravadora e criou algo que faria com que seu alter ego se despedisse em grande estilo.

Em maio, sem aviso prévio, ele lançou This Is America , música com uma crítica potente a brutalidade policial com os negros e a violência por trás do porte de armas. Como se só a letra não fosse suficiente, o clipe da faixa foi um dos assuntos mais comentados do ano . This Is America foi direto para a primeira posição da Billboard e o clipe foi um choque que muitos não esperavam ter.

Exibindo verdades que as pessoas insistem em ignorar, Gambino mostrou a violência contra os negros na prática, enquanto dançava e interpretava sua faixa. This Is America – a música – é o ponto alto de sua carreira (e já recebeu uma indicação ao Grammy 2019). This is America – o clipe, irá perdurar por anos, pois vai demorar para vermos algo tão brilhante ou único.

Childish Gambino em
Reprodução
Childish Gambino em "This Is America"

Dirigido por Hiro Murai, parceiro de Glover em “Atlanta”, o filme exalta a cultura negra, enquanto mostra sua percepção pelos brancos, como as imagens de fundo, desfocadas, que mostram perseguição da polícia, caos e violência. Com algumas cenas de assassinatos, o clipe recria o tiroteio em Charleston em 2015, onde um supremacista branco entrou em uma Igreja da Carolina do Sul, nos EUA, e matou nove pessoas afrodescendentes.

Mas esse não seria o último momento de Gambino na música. Ele lançaria mais duas faixas com uma pegada completamente diferente. Feels Like Summer e Summertime Magic têm outro estilo, outra mensagem e outra perspectiva. A primeira ainda ganhou um videoclipe em formato de animação onde Gambino aparece andando na rua enquanto diversos artistas negros passam por ele.

Para fechar a retrospectiva 2018, ele passou a maior parte do segundo semestre em turnê e ainda tem alguns shows este ano. O alter ego não vai simplesmente sumir, já que a turnê segue com algumas datas na Europa em 2019. Além disso, antes do seu adeus final, Gambino deve lançar mais um álbum.

Leia também: Kendrick Lamar e Cardi B lideram indicações ao Grammy 2019

Mas, se finais são importantes para o progresso, mal podemos esperar para ver o final de Childish Gambino , e o que virá a seguir para Donald Glover.

    Leia tudo sobre: músicas
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.